Especial

  • Desenhos de letras com carinhas para pintar
    Desenhos de letras com carinhas para ...
  • Desenhos de frutas para imprimir y colorir
    Desenhos de frutas para imprimir y co...
  • Desenhos de Aniversário de Criança para colorir e pintar
    Desenhos de Aniversário de Criança pa...
  • Desenhos de Mandalas para colorir com as crianças
    Desenhos de Mandalas para colorir com...

Dizer a verdade ao filho adotado

Os especialistas recomendam que sejam os pais que informem à criança a verdade da adoção. Os pais de uma criança adotada se perguntam se devem dizer à criança que ele ou ela é adotada, e como e quando fazê-lo. Eles também desejam saber se existem problemas especiais para seu filho. Os psiquiatras de crianças e adolescentes recomendam que sejam os pais os que informem à criança a respeito da adoção. Muitos especialistas opinam que devem informar à criança quando pequenas. Este enfoque dá à criança, de pouca idade, a oportunidade de poder aceitar a idéia e integrar-se ao conceito de “haver sido adotada”. Outros especialistas crêem que fazer esta revelação à criança de pouca idade, pode confundí-la, já que esta não pode entender a informação. Esses especialistas recomendam que se espere até que a criança seja maior.

A adoção não é má nem tão pouco vergonhosa

Em ambos os casos, as crianças devem inteirar-se sobre sua adoção da boca de seus pais adotivos. Isto ajuda a que a mensagem da adoção seja positiva e permite que a criança confie em seus pais. Se a criança descobre sobre a adoção, intencional ou acidentalmente, da boca de outra pessoa que não seja a dos seus pais, pode ver a adoção com má ou vergonhosa, já que se manteve em segredo.

As crianças adotadas irão querer falar acerca de sua adoção e os pais devem estimular este processo. Nas livrarias existem excelentes livros de contos que podem ajudar aos pais a explicar à criança sobre sua adoção.

Reação do filho adotado diante da verdade

As crianças reagem de maneira diferente ao inteirar-se de que são adotados. Suas emoções e reações dependem de sua idade e do seu nível de maturidade. A criança pode negar-se a aceitar que foi adotada e pode criar fantasias sobre a adoção. Frequentemente, as crianaçs adotadas se apegam à crença de que os deram porque eram maus ou podem crer que foram sequestrados. Se os pais falam com franqueza sobre a adoção e a apresentam de maneira positiva, é menos provável que se desenvolvam essas preocupações.

Todos os adolescentes passam por uma fase de luta pela sua identidade, perguntando-se a si mesmos como eles “encaixam” com sua família, com seus companheiros e com o resto do mundo. É razoável que o adolescente adotado tenha um interesse sobre seus pais naturais durante esta etapa. Esta curiosidade expressada é comum e não quer dizer que ele ou ela está rejeitando os pais adotivos. Alguns adolescentes podem desejar conhecer a identidade de seus pais naturais. Os pais adotivos podem responder-lhes que é correto e natural ter esse desejo. Aos adolescentes que questionam a respeito, deve-se dar, com tato e mediante uma conversa, apoio sobre a informação sobre sua família natural.

Problemas emocionais

A criança adotada pode desenvolver problemas emocionais e de comportamento. Estes problemas podem ser resultado, ou não, das inseguranças e assuntos relacionados com o “haver sido adotado”. Se os pais têm inquietudes, eles devem buscar ajuda profissional. Um psiquiatra de crianças e adolescentes pode ajudar a criança e aos pais adotivos a determinar se necessitam ou não de ajuda.

 

Comentários

29 comentarios

Avatar

  • rosivania
    rosivania

    28/05/2013 19:54

    tenho uma filha de sangue de 18 anos e meu filho de 5 anos do coração que deus me deu alegria de ter ele com 4 dias de nascido sei que ta na hora de começa a falar a verdade mas o amor que sinto por ele e tao grande que chega a doer peço a deus que me der foça e coragem porque estes dois são minha vida meus tesouro

    Avaliar
    Responder
  • Anne
    Anne

    06/03/2013 19:07

    Tenho quase 30 anos e soube há cerca de dois meses que meu pai na verdade não é meu pai biológico. No meu caso sou \\\"meio\\\" adotada pois minha mãe é a biológica e afetiva mas ela não sabe quem é meu pai pois na época era garota de programa. Meu pai me criou como filha dele mas como sempre teve dúvida foi um ambiente de violência e mentira. Minha mãe negou até o fim que desconhecia a identidade do meu pai, nunca foi sincera comigo e isso me magoa muito. Sempre fui muito diferente desse pai adotivo mas agora entendo o lado dele. Só acho injusto eles terem me proibido de fazer e ser quem eu era enquanto escondiam uma coisa tão séria. Não sei se consigo perdoar. Só sei que se posso dizer algo é: contem pros seus filhos a verdade pois saber pelos outros que não é filho biológico de quem se pensa é uma das maiores dores que se pode sentir.

    Avaliar
    Responder
  • grace
    grace

    22/02/2013 23:22

    tenho 3 filhos dois biologicos e um adotado , eu o adotei quando meu mais novo ou seja o do meio tinha 17 anos muita diferença de idade , não foi facil recomeçar tudo de novo .
    mais sem sombra de duvida meus filhos s~so tudo na minha vida , amo os igualmente embora hj ja estando mais madura , faço mais as vontades doo pequeno , mais nunca escondi dele toda realidade que não nasceu de minha barriga e sim do meu coração ,,,,,

    Avaliar
    Responder
  • APSampaio
    APSampaio

    20/12/2012 05:00

    Deus me deu dois presentes, de formas muito diferentes, esperei minha filha nascer e desde as primeiras horas de vida seu olhar me dizia eu preciso de você. E eu desde o momento que soube que iria nascer disse eu na quero, eu a desejo essa é minha escolhida.
    Não aceito em nenhuma hipótese distinção entre eles simpelsmente Deus me deu dois prazeres um que eu almejei e escolhi, outro que ele me concedeu e eu concebi............ Descobri que ser mãe é sublime independente de qual seja a forma que o filho vem, é meu, são meus Deus me deu. Meus filhos minha vida

    Avaliar
    Responder
  • Anne
    Anne

    13/12/2012 13:02

    Gostaria de criar um movimento e alterar o nome dos pais adotivos para pais VERDADEIROS, e ficaria como está para os pais biológicos ... tenho 2 filhos, o primeiro biológico (e verdadeiro) e o segundo Verdadeiro ... este segundo é fruto familiar, onde uma cunhada entrregou-o para adoção e nós fomos abençoados por sua chegada. Explico porque do VERDADEIRO: Depois de ser mãe biológica e adotiva, percebo alguns momentos em dizer que meu filho é adotivo parece diminuir sua importância e meu amor de mãe. Eu os amo com a VERDADE de mãe, com a VERDADE de afeto, com a VERDADE de dedicação, com a VERDADE de esforço, com a VERDADE do meu limite para fazer tudo o que for necessário para o bom crescimento e saúde física e espiritual dos meus filhos. Aliás, meu primeiro filho um dia, quando ainda tinha apenas 7 anos disse: não sei porque falar que ele é adotivo, parece que ele nasceu de você assim como eu ... Acho desnecessário explicar mais .... as mães VERDADEIRAS e biológicas devem entender o nosso sentimento de amor ....

    Avaliar
    Responder
  • Daniela Cristina
    Daniela Cristina

    21/12/2011 14:39

    Adotei meu filho com 6 meses,hoje ela tem 1 ano e dois meses,tbm tenho 2 filhas uma de 6 anos e outra de 11anos,pois bem....ele e a razão da minha vida........e da minha Familia.......estou muitoo Feliz Amooo Todos iguais......ele mudou muitoo minha vida...

    Avaliar
    Responder
  • Flávia
    Flávia

    26/10/2011 16:47

    Tenho 33 anos e desde os dez anos soube que fui adotada. Eu e meu irmão já que somos gêmeos. Sou eternamente grata a Deus que colocou na minha vida e dos meus irmãos, essa mulher maravilhosa que tenho o prazer de chamar de mãe, minha mãe. Esta mulher com certeza é uma guerreira porque na época já tinha dois filhos biológico (os mais velhos) e mesmo assim adotou sete crianças. Todas nós sabemos, acredito que existe uma mágica para se ter tanto amor e no decorrer da vida a nos ensinar a amar. Obrigada por ter me escolhido, por me amar.

    Avaliar
    Responder
  • lidiane
    lidiane

    15/09/2011 18:22

    tenho uma filha de 1 ano e 5 meses, estou com ela desde os dois meses...tenho mais duas filhas biologicas uma de 6 e outra de 4 anos...amo todas igualmente... a bebe é muito carinhosa me chama de mami...Deus com certeza me ama muito... por ter me dado esse presente.

    Avaliar
    Responder
  • Betim
    Betim

    20/12/2010 10:03

    Adotei meu filho com 1 dia de vida, hoje ele tem 3 aninhos e com certeza irei contar a história dele, pois não posso privá-lo de saber sobre a vida dele. Depois de um ano e meio engravidei de uma menina e posso afirmar com toda certeza do mundo que não existe diferença de amor, pois amor de mãe é incodicional, o próprio nome já diz não existe condição, não depende de onde vem e sim do amor que temos por eles. Hoje sou uma mãe realizada, pois Deus me beneficiou com duas crianças lindas e abençoadas. Agradeço todos os dias....

    Avaliar
    Responder
  • Cecilia
    Cecilia

    02/12/2010 20:03

    Adotei meu filho com 18 dias de vida,e hoje ele tem 04 anos,é meu único filho,e não desejo mais filhos,nem biologicos,nem adotivos.Ele é a razão da minha vida,e apesar de ele ser meu unico filho,e não ter como comparar,duvido que o amaria menos que se tivesse um filho biologico.A maioria dos filho biologicos chegam em nossas vidas se surpresa,sem que nós tenhamos escolhido,já os adotivos não,nós o queríamos,meu filho foi desejado,querido,eu o escolhi,e hoje vejo tb que fui escolhida.Ele já me questiona,se nasceu da minha barriga, eu o digo que não,que nasceu de outra barriga,mas foi escolhido por mim e pelo meu marido para ser nosso filho,e sempre dizemos que o amamos e que ele é a coisa mais importante de nossas vidas.Acredito que a adocão é um ato de amor e não de caridade.

    Avaliar
    Responder

Página: 1 de 3 (29 Artigos) 123››

Inscreva-se em nosso canal

Familyes TV
  • musica infantis

    Música para crianças

  • The Centsables

    Aprendemos a desenhar

  • The Centsables

    The Centsables!

Música para crianças

  • Karaoke infantil divertido para crianças cantarem junto com a Sirireca

    Karaoke infantil divertido para crianças cantarem junto com a Sirireca

  • Patinhos Cuacuacua - ♫ Os patinhos que sabem contar ♫

    Patinhos Cuacuacua - ♫ Os patinhos que sabem contar ♫

  • Canção para fazer o bebê dormir - Meu primeiro alfabeto

    Canção para fazer o bebê dormir - Meu primeiro alfabeto

  • Canção para fazer o bebê dormir com números

    Canção para fazer o bebê dormir com números

  • Vamos dançar criançada - 跳舞的熊 - 熊舞者

    Vamos dançar criançada - 跳舞的熊 - 熊舞者

  • Karaoke infantil para crianças se divertirem com a música da Vacaleta

    Karaoke infantil para crianças se divertirem com a música da Vacaleta

  • Dorme, dorme que a coruja toma conta

    Dorme, dorme que a coruja toma conta

  • Vamos Cantar juntos com a engraçada música Concurso de Pum

    Vamos Cantar juntos com a engraçada música Concurso de Pum

  • A centopéia vai à escola - A canção da centopéia

    A centopéia vai à escola - A canção da centopéia

  • Cante junto com a música infantil do Sapato sem Chulé e sua família

    Cante junto com a música infantil do Sapato sem Chulé e sua família

  • Robô brincando no espaço - Vamos cantar e dançar com o robô

    Robô brincando no espaço - Vamos cantar e dançar com o robô

  • Corre corre cavalinho - ♫ Canção para aprender, cantar e dançar con as crianças ♫

    Corre corre cavalinho - ♫ Canção para aprender, cantar e dançar con as crianças ♫

  • Canção da Paz - ♫ A Criança e a Paz ♫ - Educação pela Paz

    Canção da Paz - ♫ A Criança e a Paz ♫ - Educação pela Paz

  • Cu cu cantaba la rana, aprender espanhol através da música para crianças

    Cu cu cantaba la rana, aprender espanhol através da música para crianças

  • Feliz aniversário. Cumpleaños feliz, aprender espanhol às crianças

    Feliz aniversário. Cumpleaños feliz, aprender espanhol às crianças

  • Videoclip animado musical infantil e karaoke com letras da Vacaboia

    Videoclip animado musical infantil e karaoke com letras da Vacaboia