Vantagens da dor de parto

O parto normal tem se tornado um fantasma para muitas mulheres

O medo da dor, assim como a vida ativa das mulheres no nosso século, tem levado ao aumento do parto cesáreo não apenas no Brasil, mas no mundo todo. É claro que anestesia epidural, utilizada no parto cesáreo, torna-se  útil e imprescindível em alguns casos. O parto normal favorece a expulsão dos líquidos pulmonares do bebê, complica menos, com menos risco de infecções e a permanência no hospital é breve. O custo para os pais e o hospital também é menor e a mãe retorna rapidamente às atividades normais, porque não há dor após o parto.

Recentemente, o Dr. Denish Walsh, obstetra e professor da Universidade de Nottingham (Reino Unido), num artigo publicado na revista “Evidente Based Midwifery", explica que a dor é um rito de transição que ajuda a regular o parto.

Dor de parto

dor de parto

Segundo Walsh, a dor do parto tem uma série de efeitos benéficos para a mulher e o bebê, que perdem sua eficácia quando a paciente escolhe dar à luz com anestesia epidural, embora seja útil e imprescindível em alguns casos.

A dor de parto, além de contribuir com a fisiologia do parto, fortalece ainda mais o vínculo entre mãe e filho e prepara a mulher para as responsabilidades da maternidade

Apesar da disponibilidade de outras alternativas menos invasivas contra a dor, a anestesia epidural cresceu muito nos últimos 20 anos, embora, insistimos, que em alguns casos ela é essencial para a vida da mãe e do bebê.

Uma das vantagens de optar por um parto natural, além das razões médicas, é o prazer desse rito fisiológico que termina com o nascimento do bebê, além do fato de que a própria dor induz a liberação de endorfinas, que dão uma sensação de euforia e bem-estar.

“No parto natural o bebê pode ser imediatamente acolhido e ter vínculo com a mãe. E não há nada melhor para fortalecer o sistema imunológico da criança que afeto e carinho”, explica Adson França, diretor do Departamento de Ações Estratégicas do Ministério da Saúde.

O Dr. Walsh ainda afirma que alguns estudos demonstraram que a anestesia epidural aumenta a probabilidade de ter que induzir as contrações com tratamentos hormonais e é mais frequente o uso de fórceps para ajudar a saída do bebê.

No Reino Unido, o uso da anestesia aumentou 17%, entre 1989 e 1990, e 33%, de 2007 para 2008.

O professor recomenda ao Serviço Nacional de Saúde (NHS, na sigla em inglês) outras alternativas de alívio à dor como ioga, massagem e tratamentos em piscinas.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que apenas 15% dos partos sejam realizados com intervenção cirúrgica – porcentagem referente aos partos de risco, aqueles em que a cesárea é indispensável. A média no Brasil é de 43% de cesarianas e entre as mulheres que utilizam planos de saúde esse índice chega a 80%. O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, afirma que o Brasil é um dos países em que mais se pratica esse tipo de cirurgia.

Devido esses número alarmante, o ministro diz que o Sistema Único de Saúde (SUS) estuda como remunerar melhor os médicos pelo parto normal, para que o fator econômico não seja empecilho para esse tipo de procedimento. No SUS, a média de cesáreas é de 26%.

O alto índice de partos realizados com intervenção cirúrgica provoca vários problemas de saúde para a mãe, porque aumenta o risco de hemorragias e infecções. Para os bebês a situação não é diferente. O parto antecipado – como ocorre na maioria das cesarianas – resulta em problemas respiratórios e internação em UTI neonatal.

As infecções causadas pelo parto são a terceira maior causa de morte dos recém-nascidos e elas acontecem muito mais em partos cirúrgicos. Com a cesariana, o bebê é separado da mãe a princípio. Quando o aleitamento é iniciado o mais rápido possível, aumenta as defesas da criança e diminui o risco de diarréia, que é uma das causas também destacadas de óbito.

 

  • Vantagens da dor de parto
    Vantagens da dor de parto

    O parto normal tem se tornado um fantasma para muitas mulheres. O medo da dor, assim como a vida ativa das mulheres no nosso século, tem levado ao aumento do parto cesáreo não apenas no Brasil, mas no mundo todo. É claro que anestesia epidural, utilizada no parto cesáreo, torna-se  útil e imprescindível em alguns casos. O parto normal favorece a expulsão dos líquidos pulmonares do bebê, complica menos, com menos risco de infecções e a permanência no hospital é breve. O custo para os pais e o hospital também é menor e a mãe retorna rapidamente às atividades normais, porque não há dor após o parto.

    • Terceiro mês de gravidez
      Terceiro mês de gravidez

      Desenvolvimento do bebê no terceiro mês de gravidez. Passadas as 8 primeiras semanas da gravidez, o bebê não se chama embrião. Chama-se feto. Os dedos das mãos e dos pés agora têm unas suaves. A boca apresenta vinte “botõezinhos” que futuramente  se converterão nos dentes de leite. Pela primeira vez a mãe poderá ouvir as batidas do coração do seu bebê (10 a 12 semanas). Durante o resto da gravidez, todos os órgãos do corpo amadurecerão e o feto aumentará de peso. Para o final desse mês, o feto mede aproximadamente 10 cm e pesa 20 g.

24 comentários

  • L
    Lynn

    08/01/2013 09:48

    Espero que ocorra tudo bem comigo , não dá pra afirma nada , pois eu acho que cada Mulher tem sua Sensibilidade e são diferente , depende Muito da mulher Ter uma grande dor , dor pós parto , fazer Muita força Etc...

    Avaliar
    Responder
  • P
    Pâmella

    27/11/2012 09:28

    oi, tenho 20 anos e acho que estou gravida de 2 meses do meu noivo.
    não sei ao certo o que fazer na hora do meu parto, já que é meu primeiro filho ou filha. quero optar pelo parto normal, mas sou muito fresca para dores, qualquer dor que sinto, já faço um escandalo.
    bom, tomara que se eu estiver realmente gravida, meu parto seja tranquilo e normal!

    Avaliar
    Responder
  • S
    Sany

    17/11/2012 03:08

    Estou gravida de 8 meses, estou muito preguisosa, desde a primeira semane a salivar ate ao momento sera que existe algo para evitar estas situacoes. estou feliz com a minha futura Josefath.

    Avaliar
    Responder
  • c
    catarina

    12/03/2012 15:25

    estou gravida de 8 meses e sinto müita dor por cima da vagina doi müito ao levantar.o que faco?

    Avaliar
    Responder
  • g
    genae

    06/03/2012 13:58

    tanho uma filha chamada e o parto dela nao me deu tanta dor

    Avaliar
    Responder
  • a
    ana maria morais dos santos

    27/10/2011 10:37

    estou gravida d 5 meses e meio tenho uma filha d 10 anos a 5 anos perdi um bebe d 7 meses d parto normal tive pre eclanpise foi horrivel meu parto mais estou confiante que deus vai ajuda e vai dar tudo certo minha primeira gestaçao foi otima 2 quase morri agora vou sair do hospital sao marcos em ferraz d vasconçelos com meu bebe que e menino cheio d saude pra alegria da minha filha e d toda familia bjs

    Avaliar
    Responder
  • e
    elma

    05/10/2011 07:50

    estou gravida de 8 meses,minhas gravidez e meio complicada,do meu filho mais novo kase morri.tou com medo;mas tudo bem ,confiar em deus acima de tudo.

    Avaliar
    Responder
  • n
    nininha

    15/09/2011 13:15

    estou com oito mese e ja estou sentido algumas colicas é normal...

    Avaliar
    Responder
  • j
    joelma

    12/09/2011 05:31

    oi tudo bem estou gravida pela primeira de uma menina que vai se chama lays, ja estou com oito meses e estou um pouco com medo da dor, mais espero de nao sofrer muito pra ter, se for normal...

    Avaliar
    Responder
  • n
    nininha

    04/08/2011 11:41

    bom estou gravida pela primeira de uma menina que vai se chama sarah, ja estou com sete meses e estou um pouco nervosa com medo da dor, mais espero de nao sofrer muito pra ter, se for normal...

    Avaliar
    Responder

Página: 1 de 3 (24 Artigos) 123››