Saúde página 44

Promocionado

Casos suspeitos do vírus da influenza suína no Brasil

A Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde foi notificada pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo da existência de dois viajantes brasileiros procedentes do México, que desembarcaram no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, e apresentaram alguns sintomas de doença não definida. Até o momento, não há evidências da circulação do vírus da influenza suína em humanos no Brasil.

Promocionado

Rubéola

A rubéola é uma infecção viral de maior frequência na infância e de desenvolvimento habitualmente benigno. Pode ser praticamente assintomático ou apresentar-se com febrícula ou febre de forma inconstante. Erupção tênue rosada que começa no rosto e tórax, generalizando-se em todo o corpo em aproximadamente 24 horas. As manchas desaparecem de 1 a 5 dias. É frequente encontrar gânglios na região da nuca e na região posterior das orelhas e podem ser dolorosos. É frequente a dor de garganta (faringite).

Promocionado

Pé-de-atleta em crianças

Sintomas, causas e cura do pé-de-atleta nas crianças. O pé-de-atleta é uma infecção dos espaços interdigitais e da planta do pé produzida por fungos. É pouco frequente em crianças pequenas. A manifestação mais comum do pé-de-atleta é a descamação e fissuras (comumente chamadas “gretas”) nos espaços entre os dedos dos pés e por vezes também por baixo destes. Esta descamação pode depois espalhar-se para a planta dos pés. Pode haver comichão ou mesmo sensação de ardor ou dor se as fissuras estiverem presentes. A transpiração aumentada dos pés é uma queixa frequente e que pode facilitar o aparecimento das lesões.

Promocionado

Crianças e bebês com papeira

Sintomas, causas e cura da papeira (caxumba) em crianças e bebês. A papeira ou parotidite nas crianças e bebês é uma infecção viral aguda, caracterizada pelo inchaço das glândulas salivares e que por sua vez pode comprometer outros órgãos. Sua incidência aumenta no início da primavera, geralmente em crianças na idade escolar. O período de contágio abrange de 1 a 2 dias prévios à aparição da papeira até um período entre 4 e 9 dias posteriores à aparição.

Promocionado

Mononucleose em crianças e bebês

As crianças e bebês com mononucleose tem uma inflamação das glândulas linfáticas. A mononucleose é conhecida também como doença do beijo ou febre glandular. Trata-se de uma inflamação das glândulas linfáticas e de cansaço crônico. É causada pelo vírus Epstein-Barr (o mais comum) ou pelo citomegalovírus, ambos membros da família do vírus herpes simplex. O periíodo de incubação (sem sintomas) pode durar entre 7 a 14 dias, e pode durar de um a dois meses. Pode afetar não somente as crianças, mas aos adolescentes e adultos jovens, mas é mais comum entre as pessoas entre os 15 e 35 anos.

Promocionado

Meningite em crianças e bebês

Identificar os sintomas da meningite nas crianças e bebês.  A meningite é a inflamação das meninges (membranas que recobrem o cérebro e a medula espinhal) secundária a uma infecção. É uma infecção grave do Sistema Nervoso Central, podendo por em perigo a vida da criança ou deixar sequelas (surdez, etc.).

Promocionado

Herpangina em bebês e crianças

Causas e tratamento da herpangina em crianças e bebês. A herpangina é uma doença que pode ocorrer com mais frequência na estação do verão, e se caracteriza por lesões vesiculosas e ulcerativas na boca das crianças, afetando o paladar (língua), a faringe, as amídalas, etc. A criança menor de 5 anos, poderá apresentar febre alta, vômitos, diarréia, dor de garganta e muita babação. A duração desses sintomas é de 2 a 7 dias, aproximadamente.

Promocionado

Gastroenterite infantil

O que é a gastroenterite. Os sintomas, as causas e o tratamento. Gastrite é a inflamação da mucosa do estômago, enquanto que a dos intestinos se conhece como enterite. Quando são ambos órgãos afetados, produz-se uma gastroenterite, que é a irritação e inflamação do conjunto do trato digestivo.

Promocionado

Riscos para crianças e bebês diabéticos

As crianças e bebês diabéticos têm menos capacidade de combater as infecções. Para que a doença esteja bem controlada pela família, é necessário que a criança torne-se responsável pelo seu cuidado também. Na escola, a criança diabética deve ser tratada de igual maneira que as outras crianças. Pode ser responsável pelo seu lanche, desde que conheça e se responsabilize pela sua dieta. Pais e professores devem estreitar sua relação nesse sentido.

Promocionado

Crianças diabéticas

Pode-se prevenir o diabetes desde o nascimento dos bebês. O diabetes é a segunda doença crônica mais comum na infância. Antigamente era uma doença apenas dos adultos, mas com o crescimento do índice de obesidade infantil, associada a uma vida sedentária e aos maus hábitos alimentares, os casos de diabetes aumentaram consideravelmente entre meninos e meninas.

Promocionado

Candidíase

Uma infecção na boca. Candidíase provoca lesões na boca pela infecção da mucosa bucal. A candidíase é uma infecção que afeta a mucosa bucal (muguet), aparecendo lesões embranquecidas  parecidas a grãos de sêmola. Também pode afetar a zona das fraldas. Na boca é popularmente chamadada no Brasil de 'sapinho', acometendo principalmente crianças.

Promocionado

O controle das cólicas

Os pais não têm culpa pelas cólicas do bebê. Ainda que os choros do bebê deixem nervosos a qualquer um, o primeiro é buscar a tranquilidade e um ambiente silencioso. Um bebê com cólica tende a estar sensível à estimulação de qualquer tipo. Se as pessoas ao seu redor estão preocupadas, ansiosas, a ponto de explodir, os bebês podem chorar ainda mais.