Saúde página 44

Promocionado

Crianças e bebês com Sarampo

Sintomas, causas e cura do sarampo em crianças e bebês. O sarampo é uma doença infecto-contagiosa que afeta crianças pequenas que não foram vacinadas. Os primeiros sintomas são catarro nasal e bronquial, conjuntivite, tosse, febre, falta de apetite e mal estar geral. Passadas as 24 horas, começam a aparecer pequenas manchas (as chamadas de Koplik) de cor vermelho escuro, por trás das orelhas, estendendo-se posteriormente a todo o corpo. Em geral, essas manchas não coçam e podem desaparecer de 2 a 4 dias. Em bebês menores de 9 meses, pode aparecer de forma leve, graças à presença de anticorpo materno protetor. A febre pode ser muito alta e a criança se sentirá mal durante 3 ou 5 dias.

Promocionado

Rubéola

A rubéola é uma infecção viral de maior frequência na infância e de desenvolvimento habitualmente benigno. Pode ser praticamente assintomático ou apresentar-se com febrícula ou febre de forma inconstante. Erupção tênue rosada que começa no rosto e tórax, generalizando-se em todo o corpo em aproximadamente 24 horas. As manchas desaparecem de 1 a 5 dias. É frequente encontrar gânglios na região da nuca e na região posterior das orelhas e podem ser dolorosos. É frequente a dor de garganta (faringite).

Promocionado

Pé-de-atleta em crianças

Sintomas, causas e cura do pé-de-atleta nas crianças. O pé-de-atleta é uma infecção dos espaços interdigitais e da planta do pé produzida por fungos. É pouco frequente em crianças pequenas. A manifestação mais comum do pé-de-atleta é a descamação e fissuras (comumente chamadas “gretas”) nos espaços entre os dedos dos pés e por vezes também por baixo destes. Esta descamação pode depois espalhar-se para a planta dos pés. Pode haver comichão ou mesmo sensação de ardor ou dor se as fissuras estiverem presentes. A transpiração aumentada dos pés é uma queixa frequente e que pode facilitar o aparecimento das lesões.

Promocionado

Crianças e bebês com papeira

Sintomas, causas e cura da papeira (caxumba) em crianças e bebês. A papeira ou parotidite nas crianças e bebês é uma infecção viral aguda, caracterizada pelo inchaço das glândulas salivares e que por sua vez pode comprometer outros órgãos. Sua incidência aumenta no início da primavera, geralmente em crianças na idade escolar. O período de contágio abrange de 1 a 2 dias prévios à aparição da papeira até um período entre 4 e 9 dias posteriores à aparição.

Promocionado

Mononucleose em crianças e bebês

As crianças e bebês com mononucleose tem uma inflamação das glândulas linfáticas. A mononucleose é conhecida também como doença do beijo ou febre glandular. Trata-se de uma inflamação das glândulas linfáticas e de cansaço crônico. É causada pelo vírus Epstein-Barr (o mais comum) ou pelo citomegalovírus, ambos membros da família do vírus herpes simplex. O periíodo de incubação (sem sintomas) pode durar entre 7 a 14 dias, e pode durar de um a dois meses. Pode afetar não somente as crianças, mas aos adolescentes e adultos jovens, mas é mais comum entre as pessoas entre os 15 e 35 anos.

Promocionado

Meningite em crianças e bebês

Identificar os sintomas da meningite nas crianças e bebês.  A meningite é a inflamação das meninges (membranas que recobrem o cérebro e a medula espinhal) secundária a uma infecção. É uma infecção grave do Sistema Nervoso Central, podendo por em perigo a vida da criança ou deixar sequelas (surdez, etc.).

Promocionado

Herpangina em bebês e crianças

Causas e tratamento da herpangina em crianças e bebês. A herpangina é uma doença que pode ocorrer com mais frequência na estação do verão, e se caracteriza por lesões vesiculosas e ulcerativas na boca das crianças, afetando o paladar (língua), a faringe, as amídalas, etc. A criança menor de 5 anos, poderá apresentar febre alta, vômitos, diarréia, dor de garganta e muita babação. A duração desses sintomas é de 2 a 7 dias, aproximadamente.

Promocionado

Gastroenterite infantil

O que é a gastroenterite. Os sintomas, as causas e o tratamento. Gastrite é a inflamação da mucosa do estômago, enquanto que a dos intestinos se conhece como enterite. Quando são ambos órgãos afetados, produz-se uma gastroenterite, que é a irritação e inflamação do conjunto do trato digestivo.

Promocionado

Riscos para crianças e bebês diabéticos

As crianças e bebês diabéticos têm menos capacidade de combater as infecções. Para que a doença esteja bem controlada pela família, é necessário que a criança torne-se responsável pelo seu cuidado também. Na escola, a criança diabética deve ser tratada de igual maneira que as outras crianças. Pode ser responsável pelo seu lanche, desde que conheça e se responsabilize pela sua dieta. Pais e professores devem estreitar sua relação nesse sentido.

Promocionado

Crianças diabéticas

Pode-se prevenir o diabetes desde o nascimento dos bebês. O diabetes é a segunda doença crônica mais comum na infância. Antigamente era uma doença apenas dos adultos, mas com o crescimento do índice de obesidade infantil, associada a uma vida sedentária e aos maus hábitos alimentares, os casos de diabetes aumentaram consideravelmente entre meninos e meninas.

Promocionado

Candidíase

Uma infecção na boca. Candidíase provoca lesões na boca pela infecção da mucosa bucal. A candidíase é uma infecção que afeta a mucosa bucal (muguet), aparecendo lesões embranquecidas  parecidas a grãos de sêmola. Também pode afetar a zona das fraldas. Na boca é popularmente chamadada no Brasil de 'sapinho', acometendo principalmente crianças.

Promocionado

O controle das cólicas

Os pais não têm culpa pelas cólicas do bebê. Ainda que os choros do bebê deixem nervosos a qualquer um, o primeiro é buscar a tranquilidade e um ambiente silencioso. Um bebê com cólica tende a estar sensível à estimulação de qualquer tipo. Se as pessoas ao seu redor estão preocupadas, ansiosas, a ponto de explodir, os bebês podem chorar ainda mais.

Promocionado

Cólicas no bebê lactente

As cólicas se manifestam entre o primeiro e o terceiro mês de vida do bebê. A cólica do lactante é um espasmo, ou uma contração dolorosa do intestino. Trata-se de um fenômeno, de um período delicado, que causa dores na maioria dos bebês. Não se trata de uma doença grave.

Promocionado

Blefarite

Blefarite é uma inflamação não contagiosa das pálpebras. É normalmente caracterizada pela produção excessiva de uma camada lípidica (óleo), gerada por uma glândula encontrada na pálpebra, criando uma condição favorável para o crescimento bacteriano.