Transtornos página 3

Promocionado

Diferenças entre crianças hiperativas e agitadas

‘Meu filho não para!’. ‘Nunca está quieto!’. ‘Eu acredito que ele é hiperativo!’ São expressões que muitas famílias utilizam para se referir aos filhos. Desde a escola o professor ou professora nos comenta que: ‘nosso filho é muito inquieto, não para, não obedece, acho que ele é hiperativo’. Mas, realmente a criança é hiperativa ou somente se trata de uma criança agitada?

Promocionado

Microcefalia em bebês por zika vírus provoca alerta mundial

O zika vírus, sua veloz expansão e as graves más formações que estão causando nos bebês foram suficientes para que a Organização Mundial da Saúde (OMS) lançasse um alerta de saúde mundial. Não é algo frequente que a OMS declare uma emergência sanitária a nível global, no entanto, em 2014, a organização enfrentou duras críticas por esperar demais para lançar um alerta mundial por causa do Ebola.

Promocionado

Algumas crianças superaram o autismo com o tempo

Eu tenho que confessar que até pouco tempo eu tinha muito pouca informação sobre o autismo. No entanto, este ano meu filho está compartilhando na sala de aula com uma criança com síndrome de Asperger, que é um tipo de autismo. Esta criança tem uma alta capacidade intelectual e, no entanto, seu desenvolvimento social está atrás dos seus companheiros. O Asperger é um transtorno dentro do autismo, ainda que suas características sejam diferentes.

Promocionado

Alunos hiperativos

Especialistas em psicologia recomendam utilizar indicadores visuais (cartazes, post-it, listas) e auditivos (relógios, marcadores de tempo, gravações) e estruturar fisicamente a aula, o tempo, os hábitos e as rotinas, o material e as tarefas para controlar os estímulos dos alunos hiperativos nos centros escolares.

Promocionado

O controle da urina das crianças

O controle dos movimentos intestinais e da urina é possível adquirir na maioria das crianças antes dos quatro anos de idade. Mas, isso não é uma regra geral. Esse controle é uma função mais como caminhar, falar, comer, etc. É uma conquista para a qual não existe uma escola específica, mas que é assumida pelas crianças quando encontram suficiente maturidade para isso.