Alimentacao bebe

Promocionado

Como viajar com bebês sem problemas

Quando as férias ou feriados se aproximam, principalmente os pais de primeira viagem e os que acabam de ter um bebê se perguntam o que devem levar em conta para viajar com seus pequenos e desfrutar de forma tranquila e sem problemas. Viajar com um bebê só requer um pouco mais de cuidados na hora de escolher o destino, assim como o transporte e o tempo. Tudo isso para evitar situações imprevisíveis ou algum desconforto.

Promocionado

Os gastos e como economizar para a chegada do bebê

O seu bebê está a ponto de nascer e você se pergunta: ‘Será que tenho tudo o que ele necessita? Para satisfazer suas necessidades básicas, a primeira coisa que deve saber é o que verdadeiramente o seu pequeno irá necessitar e fazer um orçamento. Claro que os gastos e como economizar para a chegada do bebê dependerá muito do poder aquisitivo da família, assim como das suas exigências e prioridades.

Promocionado

A crise do aleitamento das 6 semanas

Das quatro possíveis crises de aleitamento que pode acontecer, a segunda chega por volta das 6 semanas. Isso é, um mês e meio depois do parto (aproximadamente). Esta crise do aleitamento chega com algumas características específicas. A gente te explica quais são os principais sintomas da crise de aleitamento das 6 semanas e o que você pode fazer para continuar com a amamentação de forma satisfatória.

Promocionado

O bebê perde peso ao nascer, por quê?

Os bebês podem nascer com um peso médio entre 2,8 e 4,2 quilos. No entanto, para alarme de alguns pais, durante os primeiros dias, ao invés de engordar, o bebê perde um pouco de peso, que pode oscilar entre 5 e 7% do peso inicial. Essa perda de peso acontece durante os primeiros dias após o nascimento, mas muitos pais, sobretudo os de primeira viagem, acreditam que o bebê não tem alimento suficiente com o leite materno ou não o estão alimentando bem.

Promocionado

O que é o Baby Led Weaning ou Desmame dirigido pelo bebê

A OMS (Organização Mundial da Saúde) recomenda que durante os primeiros seis meses de vida, a alimentação que o bebê receba seja exclusivamente do aleitamento materno. A partir daí, recomenda-se continuar com ela juntamente com a introdução de novos alimentos lembrando sempre que são alimentos para complementar o aleitamento materno, até os dois anos de vida.