Bullying en Guiainfantil.com Brasil

Causas da violência escolar

As causas do bullying ou violência escolar, que dão lugar à agressão, são incalculáveis, tanto nas formas em que se manifestam como nos prejuízos que ocasionam. Em geral as causas ou fatores que o provocam podem ser pessoais, familiares e escolares. Quais os motivos que podem levar à violência escolar?

Violência escolar ou Bullying

A violência escolar é uma ameaça às crianças. Bullying é uma palavra inglesa que significa intimidação. Infelizmente, é uma palavra que está em moda devido aos inúmeros casos de perseguição e agressões que se estão detectando nas escolas e colégios, e que estão levando a muitos estudantes a viverem situações verdadeiramente aterradoras.

Consequências da violência escolar

As consequências do bullying são incalculáveis para as crianças, tanto vítima como para o agressor. O bullying não está ligado a distinções sociais ou de sexo, ainda que exista mais predominância dos homens. O que acontece com vítima e com o agressor durante o bullying escolar.

O agressor e a vítima da violência escolar

Tanto o agressor como a vítima da violência escolar, sofrem. Portanto, necessitam ser escutados, atendidos e tratados. A agressão escolar não é um problema novo nem isolado, e que o primeiro que tem que fazer nestes casos é identificar a vítima e o agressor. E ter a consciência de que ambos sofrem, e portanto, necessitam ser atendidos e tratados.

Depressão infantil

A depressão, assim como a ansiedade, está crescendo entre as crianças. Já não são somente os adultos os que se deprimem. A depressão infantil pode surgir devido mudanças importantes na vida das crianças como pode ser resultado da perda dos pais, um divórcio ou problemas familiares, bullying, autoestima baixa, etc.

Ignorar também é Violência escolar

É curiosa a confusão que nós pais, temos com o tema da violência ou bullying. Muitos acreditam que as situações de violência são ativas e consistem em atacar ou intimidar pessoalmente a alguém, seja com palavras ou com violência física, mas ignorar alguém também é uma violência.