Brinquedos seguros

Dê de presente brinquedos seguros aos seus filhos. Como comprar um brinquedo seguro? Essa é uma pergunta que faz a maioria dos pais quando vão a uma loja comprar um brinquedo para o seu filho. Como saber se o brinquedo que estamos comprando cumpre as normas de segurança exigidas? As associações que defendem os interesses dos consumidores, advertem a todas as pessoas que tenham muito cuidado durante as compras. Na época do Natal e Dia das crianças  , temos que tomar cuidado em dobro.

Se o brinquedo não tiver o selo do Inmetro, fuja. Ele garante que o produto passou por testes de durabilidade, segurança e toxicidade. Peças pequenas podem causar sufocamento em crianças. Para saber se algo representa risco, use uma embalagem de filme fotográfico: tudo o que couber ali dentro pode ser engolido.

Brinquedos vendidos em camelô não têm certificado de segurança nem atendimento ao consumidor. "Muitos são feitos com materiais tóxicos", afirma Luciana O’Reilly, coordenadora nacional da ONG Criança Segura. Respeitar as indicações do fabricante em relação à idade da criança aumenta as chances de acerto. "Se o brinquedo não estiver de acordo com a faixa etária, ou não vai despertar o interesse ou vai gerar frustração", diz Maria Ângela Barbato Carneiro, coordenadora da brinquedoteca da PUC-SP.

Prefira brinquedos que convidam à participação dos pais. A atividade fica mais interessante quando os pais participam, além de ser uma forma de supervisionar potenciais riscos, como pontas e arestas. Uma tática é levar a criança até a loja para que veja de perto os brinquedos. “Isso vale para neutralizar publicidade que mostra um brinquedo fazendo coisas que ele não faz na realidade", diz Lais Pereira, do Projeto Criança e Consumo do Instituto Alana.

 

Brinquedos perigosos podem matar

 

Na hora de comprar e presentear um brinquedo, é aconselhável seguir uns conselhos:

- Preste atenção às etiquetas que apresentam os brinquedos. Obrigatoriamente, elas devem apresentar o selo do Inmetro, que significa que o produto seguem as normas da entidade quanto a segurança, adequação à idade, etc., além da procedência, instruções, advertências quanto ao uso dos brinquedos, e em caso de brinquedos elétricos, devem especificar sua potência máxima, a tensão de alimentação que necessitam e seu consumo de energia.

- Oriente-se pelas informações que contém a etiqueta quanto a idade para a qual está aconselhado o uso do brinquedo.

- Se você comprar uma boneca ou bichinho de pelúcia, comprove que os olhos, as orelhas, etc. estão bem seguros.

- Se você comprar pipa ou outros brinquedos voadores, que tenham advertência de que não deve ser utilizado perto das linhas elétricas, nem a utilização de cerol que pode ser muito perigoso em acidentes. Se comprar brinquedos náuticos, que tenham conselhos de que não ser utilizados sem a supervisão de um adulto. Brinquedos com experiências químicas, somente dirigidos a maiores de 10 anos, e devem conter advertência que contém substâncias perigosas. Devem ser supervisionados pelos pais.  

- Preste atenção que na caixa do brinquedo apareça o selo do Inmetro, que significa que o fabricante cumpre as normas de segurança.

- Preste atenção às instruções e advertências dos carregadores de baterias. Alguns precisam de mecanismos para prevenir o aquecimento. As pilhas também podem ser causa de graves acidentes.

- Os brinquedos que utilizam corrente elétrica, devem ter uma tomada de segurança – Evite brinquedos que tenham bordas afiadas, cortantes, ou pontas, principalmente para crianças menores de 8 anos. 

- Observe que o pito dos brinquedos de borracha que emitem sons, não possa desprender-se e ser engolido. Deve estar fabricado tudo em uma só peça.

- Tenha cuidado com os brinquedos que se parecem com comida de verdade. As crianças podem tentar comê-los.

- Para as crianças menores de seis anos, evite brinquedos que contenham peças pequenas. Elas podem causar-lhes engasgos. O brinquedo deve ser suficientemente grande para que não possa ser engolido.

- Os brinquedos para bebês devem ser fabricados com materiais que não se rompam. Mateirais pintados ou envernizados devem ser evitados.

- Os brinquedos sobre rodas, como patins, patinetes, devem ser acompanhados de capacete e equipamento de segurança adequados ao tamanho da criança.

- Os brinquedos com projéteis não estão indicados para crianças pequenas. O uso inadequado desses brinquedos podem causar sérias lesões aos olhos.

- A tarefa de carregar as baterias de um brinquedo, deve ser sempre supervisionada por um adulto. Não permita que seu filho pequeno maneje pilhas, ou adaptadores.

- Uma vez que se abram os presentes, jogue fora todos os embrulhos plásticos que podem se converter em artigos perigosos para brincar.

Fontes consultadas:
- Proyecto Juguete seguro
- Instituto Alana


 

0 comentários