O mau humor das crianças

O mau humor faz parte das alterações que demonstram que a criança está crescendo. O tempo passa para todos. A criança que há pouco tempo era um bebê, hoje já não usa fraldas, já fala de temas variados e seu comportamento experimenta mudanças, dia-a-dia. Antes se despertava e se expressava com mais alegria, com mais disposição, e agora parece experimentar mais momentos de aborrecimentos, de chateações e de mau humor.

Os pais que vêem essas mudanças em seus filhos pela primeira vez, não devem se assustar. São alterações que demonstram que a criança está crescendo. 

Haverá em todo caso, casos que superam os limites da paciência, mas deve-se manter a calma, com a certeza que todos somos capazes de controlar a situação, tirar o mau humor, e então, estimular a alegria, o autocontrole, e o bem-estar em nossos filhos.

Muitos pais se queixam nos falando que seu filho, nos primeiros anos de vida, era terno e educado, mas que agora, tem dias que se expressa de uma maneira muito pesada, incontrolável, sem paciência, e com mais resistência. E eles se perguntam onde erraram. Tranquilos. O mau humor das crianças fazem parte do seu desenvolvimento. Algumas crianças, ainda que tenham dormido o suficiente, podem ser que despertem com de má vontade, e que deixem seus pais loucos na tentativa de animá-los para ir ao colégio, por exemplo. Cada criança é um mundo e cada uma tem um ritmo diferente. 

Quando não apresentam dificuldades para começar o dia, é quase certo que o fará em outros momentos. Pode ser que sejam mais teimosas na hora de se vestir, ou que discutam sobre a comida, de como guardaram suas coisas, etc.

O porque do mau humor infantil

O mau humor das crianças pode ter muitas causas. Além de um mal despertar, a criança pode estar vivendo experiências como o medo, os conflitos entre amigos, ter dificuldade na aprendizagem, ou simplesmente não se sente bem sobre tudo, por alguma razão que possa estar relacionada com a saúde, com a relação com seus pais, com alguma frustração, etc. As várias mudanças impostas pelo crescimento, pelo desenvolvimento da personalidade e pela conquista de espaços de indepedência são fatores pelos quais as crianças se aborrecem, e se comportam de maneira negativa. As mudanças as desestabilizam. A nova etapa requer que se superem, e elas não têm a mínima idéia de como fazê-lo. É muito difícil crescer, segundo os psicólogos.

Aproximadamente aos dois anos de idade, muitas crianças manifestam rebeldia através das conhecidas birras. Qualquer NÃO de seus pais é motivo de frustração para a criança, que se sente levada a expressar sua não aceitação atirando-se ao chão, com gritos, choros, etc. A etapa de 5 e 7 anos de idade, é um período caracterizado por uma mudança de comportamento. Alguns psicólogos a chamam de adolescência da primeira infância. Nesta fase, existem alterações físicas, psíquicas e sociais. A criança experimenta barreiras rumo ao mundo adulto, o que faz com que seu humor seja mais instável. 

Hoje em dia, a partir dos 7 ou 8 anos, as crianças já expressam com muito mais clareza o que querem, e o que pensam, e além disso, o que sentem. Questionarão e repudiarão o que não gostam, e os pais têm que encontrar fórmulas para controlar a situação. Por exemplo, se a criança tem que se levantar às 7 da manhã e ela necessita de mais tempo para ganhar ritmo, em lugar de insistir que se levante de imediato, o melhor é dar-lhe mais tempo, despertando-a uns 10 minutos antes das 7, para que ela possa reagir de maneira melhor ao despertar-se. Nesses momentos, estimule a criança com carinhos e anime-a com palavras doces, que darão um bom resultado. O importante é não criar um hábito de discussão dia após dia, na primeira hora da manhã. Com o tempo, este momento se converteria em um poço de estresse.

A partir dos 8 ou 9 anos de idade, a rebeldia volte ao dia-a-dia das crianças. Nesta idade as crianças esperam respostas e que todos seus desejos sejam atendidos na hora. Essa postura pode durar até o final da puberdade.

Os motivos do mau humor

Seja qual for a razão, o ideal é não deixar que o mau humor se extenda. Fale com seu filho, dê mimos, demonstre que você não tem culpa do que tem acontecido, mas que ele pode contar contigo. A palavra chave é paciência. Calma para educar, argumentar, e compreender o que está ocorrendo.

Os pais devem traduzir os momentos de mau humor dos seus filhos como ocasiões para educar e encontrar opções e superar suas frustrações. É desesperador, em mutas ocasiões, mas não se pode ignorar que esses comportamentos são parte da educação e do crescimento das crianças. Os pais podem ajudar seus filhos a aprenderem a conhecer e controlar suas emoções, e mostrá-los que os demais também passam pela mesma situação. No caso de que o esforço dos pais não funcione, e que o mau humor da criança esteja influenciando negativamente nos seus estudos e suas relações, a orientação de um profissional especializado pode ser de grande colaboração. Somente um especialista no tema poderá avaliar o comportamento da criança, e descartar algum transtorno como a hiperatividade ou a depressão.

 

51 comentários

  • L
    Lucrecia Susete Boavida

    22/05/2013 12:28

    Muito obrigada pelos conselhos, pois tenho uma filha de 2 anos e 10 meses ela e muito alegre, carinhosa em ums momentos mas quando fica nervosa ninguem lhe pega, e muitas vezes chego do trabalho cansada e impaciente e quando o pai nao esta naquela hora ela descarega tudo pa mim. Ha dias que consigo consiliar mas e dificil pois ela quer brincar ate anoite de brinquedos e eu ja fico cheia de sono. Obrigado

    Avaliar
    Responder
  • s
    sinha magalhaes

    04/05/2013 19:59

    Meu filho tenho 5 ano nao aquento mas ele é muito temoso agitado n mim respeita de maneira alguma como faço pra mudar isso

    Avaliar
    Responder
  • A
    Ana Cláudia

    22/02/2013 12:18

    Bom dia!!
    Estou precisando de ajuda, tenho duas filhas uma de 11 e outra de 7, estou tendo muita dificuldade em educar a menor ela e muito brava, tem opinião ,chora, grita, bate portas sempre que e contrariada. Chego a fica me sentindo uma péssima mae pois sou obrigada muitas vezes a coloca-lá de castigo, durante uma semana e nada muda, como devo agir diante de desse mau comporamento dela?.

    Avaliar
    Responder
  • A
    Ana Paula

    20/02/2013 14:02

    Estou muito preocupada com minha filha de 09 anos, ela tem o temperamento muito dificil , não gosto de ouvir não ela é extremamente nervosa, escandalosa e tá dificil conviver converso muito com ela, quando ela quer uma coisa tem que ser do jeito que ela quer vou da um exemplo esses dias a avó dela comentou que iria ao clube qualquer dia desses e falou que levaria ela , na mesma hora minha filha me liga querendo saber se eu deixava ela ir com avó dela eu falei que ela poderia ir, só que eles não iria naquele dia e isso já foi motivo para ela pegar a garrafinha e jogar agua na avó dela porque ficou com raiva porque não iria ser naquele dia. Tem momentos que chego ao extremo falo coisas que não devo ja cheguei a falar que odeio ela mais isso me doi ja levei ao psicologo e no psicologo o comportamento e totalmente diferente parece que eu sou a louca na história não sei o que fazer tenho muito medo de não aguentar a situação quero saber se isso é normal ou é só exagero.

    Avaliar
    Responder
  • a
    ana paula

    21/01/2013 14:33

    tenho um filho que completou em janeiro 07 anos,só que nas férias ele fica com a avo e 02 primos,agora ele tá com a mania de dizer para avo ,que quer que ela morra, quando ela diz NÃO pra ele, mas sempre minha sogra foi do tipo que quando eu reclamava algo com ele na frente dela ,ela dizia ´deixe o menino`.QUERO UMA AJUDA!´

    Avaliar
    Responder
  • m
    maria

    07/01/2013 09:10

    oi meu nome e maria tenho uma filha de 7 anos e uma de 3 e estou aqui agora chorando e muito preocupada com minha filha de 7 a de 3 anos quer ser primeira em tudo ate em ficar perto de nós e minha filha de 7 anos diz q eu só tenho tempo para a de 3!!Minha filha de 7 anos tem um hábito q me incomoda desde pequenininha o de esfregar os dedos ela fica tensa quando faz isso e me preocupa demais,já tive um epoca na minha vida em q tive 3 abortos e fiquei muito triste e quase adoeci..por isso tenho medo q minha filha tenha o mesmo problema q eu....ela está muito quietinha e aborrecida demais!!por favor me ajudemmmm estou super nervosa e preocupada com isso!!=[

    Avaliar
    Responder
  • r
    raynne

    26/08/2012 16:22

    cada um mas lindo que o outro

    Avaliar
    Responder
  • m
    malvino

    28/06/2012 16:40

    O mau humor infantil tem uma relação direta com o cotidiano, portanto é presciso que saibamos a verdade do conflito causador, para que possamos apoiar e/ou repreender conforme for o caso

    Avaliar
    Responder
  • m
    marta soledade

    23/06/2012 15:47

    eu convivo com meu neto e minha filha ele tem 7 anos ele é muito malcriado com a mãe eu acho até excesso.Minha filha também é estressada n.comigo ele é mais amável diz que me ama o tempo todo,mas eu fico triste queria que este vínculo de carinho fosse com a mãe, não tem diálogo ela o critica muito ,acho que ela se dedica pouco com ele.ele praticamente vive mais comigo. O tempo dela é muito pouco ela nem gosta de participar o dia com ele ,as vezes sinto tristeza nele aí me diz tá vendo vó? ela não gosta de mim...

    Avaliar
    Responder
  • A
    Alessia Viana Dos Santos

    29/02/2012 19:45

    Quero te dizer que o mais importante nesse momento é manter a calma e dizer pro seu filho que ele é muito importante pra voçe.

    Avaliar
    Responder

Página: 1 de 6 (51 Artigos) 123456››