Gastroenterite infantil

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

O que é a gastroenterite. Os sintomas, as causas e o tratamento. Gastroenterite é a inflamação da mucosa do estômago, enquanto que a dos intestinos se conhece como enterite. Quando são ambos órgãos afetados, produz-se uma gastroenterite, que é a irritação e inflamação do conjunto do trato digestivo.

Gastroenterite é uma infecção que atinge o sistema gastrointestinal ocasionando sinais e sintomas deste aparelho como as diarréias, cólicas intestinais e vômitos.

O termo gastroenterite é utilizado de uma forma geral, pois se refere a um grupo de distúrbios cujas causas são as infecções e cujos sintomas incluem a perda de apetite, a náusea, o vómito, a diarreia de leve a intensa, a dor tipo cólica e o desconforto abdominal.

Como já dissemos, a perda de apetite e as náuseas, seguidas de diarréia, são os primeiros sintomas dessa doença. Logo se produzem acessos de vômito, com diarréia aquosa, dores na tripinha, febre e extrema fraqueza. Pode desaparecer ao cabo de dois ou três dias.

Causas da gastroenterite em crianças e bebês

É causada por uma infecção vírica, que se transmite com facilidade de uma pessoa a outra por contato individual, sem mediação de alimentos nem bebidas. As bebidas e os alimentos contaminados por micróbios também podem produzir gastroenterite, assim como alimentos alérgicos como mariscos, os ovos, ou a carne de porco. Outra causa possível dessa doença é a alteração flora bacteriana natural do trato digestivo. Também os antibióticos podem ter um efeito parecido, já que atuam sobre a população bacteriana intestinal, alterando seu equilíbrio natural.

Tratamento da gastroenterite em crianças e bebês

Deve-se guardar repouso em casa e beber grande quantidade de líquidos, para evitar a desidratação. Durante as primeiras 24 horas não se devem ingerir alimentos, e deve-se tomar somente água, suco de cenoura ou chá; devem ingerir dois litros diários, no mínimo, de líquido sem açúcar, já que este pode prolongar a diarréia. Maçãs, arroz branco e peito de frango são alimentos recomendados para uma dieta no tratamento.