A corrida de saco. Jogo e brincadeira para crianças

Como e quando a criança pode brincar de corrida de saco

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

A corrida de saco, uma brincadeira também conhecida por corrida nos sacos ou corrida do saco, é um dos jogos mais populares entre as crianças. Se trata de atividade simples mas que requer muita habilidade e equilíbrio das crianças.

Se trata de um jogo tradicional que é perfeito para as festas de aniversário ou para qualquer outra atividade como piqueniques e churrascos em família, desenvolvidas ao ar livre.

Como brincar de corrida de sacos:

Como brincar de corrida de sacos com as crianças

Para brincar de corrida de sacos, quanto mais crianças, melhor. Ao brincar com este jogo, as crianças exercitarão a sua velocidade, o esforço e a resistência. É uma brincadeira perfeita para que as crianças façam amigos, aprendam a competir e aumente a sua coordenação motora.

Te ensinamos a brincar de corrida de sacos, passo a passo:

1- As crianças devem vestir os sacos e esperar o apito, numa linha.

2- Para começar a corrida, as crianças deverão segurar o saco com uma mão para evitar que o saco caia abaixo dos joelhos, e manter o equilíbrio com a outra para poder saltar ou pular.

3- Durante todo o percurso da corrida as crianças devem manter ambas pernas no saco até alcançar a linha de chegada.

4- Perde quem se caia pelo caminho.

5- Ganha quem chega primeiro à linha de meta.

6- É classificado quem alcança a linha de chegada.

IMPORTANTE: as crianças devem brincar de corrida de sacos numa superfície segura já que as caídas são inevitáveis.

A corrida de sacos e as crianças

Se ainda vocês não brincaram de corrida de sacos com o seu filho, é bom que saibam algo mais sobre esta brincadeira tão divertida:

  • Idade recomendada: a partir dos 7 anos.
  • Onde brincar: na grama, na terra batida, na praia, quintal ou quadras de esporte.
  • Quantos participantes: mais de 2
  • Material necessário: Sacos de estopa, sacos de tecido, sacos de batata ou de arroz, que cheguem até o quadril das crianças.