Morte súbita dos bebês

Vilma Medina

Vilma Medina

Os riscos da morte súbita. A morte súbita do lactante é a primeira causa de morte nos países ocidentais em crianças entre um e doze meses. Isso se converteu num verdadeiro pesadelo que atormenta a muitos pais. Segundo as últimas estatísticas, na Europa morrem por ano 5 mil lactantes, vítimas da síndrome da morte súbita. Na Espanha, morrem em média 100 bebês por ano, o que se traduz em que a síndrome afeta um em cada mil bebês. Enquanto a mortalidade infantil tem diminuido substancialmente nos países desenvolvidos, a síndrome tem aumentado em importância.

O que é a morte súbita?

A Síndrome da Morte Súbita do Lactante (SMSL) se define clinicamente como a “morte repentina e inesperada de um lactante aparentemente sadio”. No Brasil também é chamada de “morte do berço” e representa a causa de morte mais importante em lactantes com idade inferior a um ano, excluindo o período neonatal.

Quais são suas causas?

Apesar das pesquisas realizadas nos últimos 20 anos, ainda não se tem respostas claras sobre isso. Hoje em dia se pode reduzir os riscos, mas ainda se desconhece os mecanismos que levam à morte. É uma das doenças mais desconhecidas nos nossos dias. Considera-se a Síndrome como um processo causado por diversos fatores, incidindo em um lactante aparentemente sadio, que altera sua respiração e conduz a sua morte inesperada enquanto dorme.

Um estudo da Universidade de Bristol, na Grã-Bretanha, concluiu que nove em cada dez mães que perderam seus bebês para a chamada síndrome da morte súbita infantil (SMSI) ou "morte do berço" eram fumantes.

Os cientistas descobriram que a proporção de bebês que morreram da síndrome e eram filhos de mulheres fumantes aumentou de 57% para 86% nos últimos 15 anos na Grã-Bretanha.

Que lactantes tem mais risco de sofrer a síndrome da morte súbita?

Deve-se prestar atenção a três grupos de lactantes:

- Prematuros – que apresentam apnéias ou pausas prolongadas sem respirar, e a outros com displasia bronco pulmonar.

- Lactantes que apresentam uma apnéia de causa desconhecida ou um episódio aparentemente letal (sensação de falta de respiração, mudanças na cor, pele avermelhada ou pálida, perda de tônus muscular ou força...).

- Irmãos posteriores ou gêmeos de uma vítima da síndrome.

Existe alguma recomendação médica de como ajudar a evitar a morte súbita?

Segundo algumas pesquisas, é recomendável que os pais sigam algumas recomendações que estão protegendo as crianças da síndrome:

1- Posição de boca para cima para dormir.
- As crianças sadias devem dormir em posição de boca para cima. Deve-se retirar as almofadas e colchas grossas do lugar em que ele dorme, já que poderiam afogar o lactante.
- Crianças com refluxo gastro-esofágico patológico devem dormir de lado ou de boca para baixo. A posição de lado é a mais adotada nos países da América Latina, incluindo o Brasil.

2- A criança deve estar em uma atmosfera livre da fumaça dos cigarros,antes do nascimento e logo do mesmo.
- Se a mãe fuma durante a gravidez e durante o primeiro ano de vida do bebê, o risco da síndrome aumenta 4,09 vezes.
- Se ambos os pais fumam, o risco aumenta em 2,41 vezes mais.

3- A cabeça do bebê não deve ficar coberta com roupa de cama enquanto dorme.
- Os estudos demonstram que entre 16 e 22% das crianças vítimas da morte súbita tem sua cabeça coberta por roupa de cama.
- É conveniente que os pais do bebê fixem bem os lençóis e roupas de cama, pois dessa maneira o bebê tem menos possibilidade do bebê deslocar-se para baixo da roupa de cama.

Assistência aos pais

A morte súbita e inesperada de um bebê produz enorme dor aos pais e seus familiares. Quando um bebê morre por causa desconhecida, como é o caso da síndrome, essa dor é acompanhada da pergunta: “Por que meu filho morreu? Por outro lado, esses pais devem ser acompanhados por tratamento psicológico para tentar minimizar a perda de um filho e evitar assim, o estresse derivado da situação.

É importante incentivar a criação de associações para acompanhar os pais como também difundir as campanhas de prevenção da Síndrome da morte súbita em lactantes.

 

34 comentarios

  • Micpil

    2016-01-19 20:06:58

    Pesquisei muito este tema até descobrir que já existem produtos no mercado que auxiliam demais, com sensores que alertam quando os movimentos respiratórios do bebê não forem detectados, monitorando o SIDS e também a apneia infantil. Encontrei um nacional, chamado BabyHug. É um tipo de bottom colocado na roupinha do bebê e os seus sensores monitoram e alertam os pais, até sobre a posição deitada (de costas ou de frente).

  • veronica

    2013-03-26 11:36:36

    Tambem perdi minha bebe de 1 mres e 25 dias,e nao consigo aceitar. morro a cada dia.essa dor e uma que nao se tem remedio.Doi de mais eu queria tanto ter ela aqui. bjs a todas que passam pela mesma situaçao.

  • glenn t. gusmann

    2012-09-01 13:37:59

    boa tarde, fiz por muito tempo estudos á respeito,sobre morte súbita em crianças!!.devo deixar bem claro,o que me levou á fazer estes estudos foi , O SOFRIMENTOS DE MÃES,DE PAÍS PELA PERDA DO SER QUERIDO !!!!..pedi ao criador que me guiase ,meus pensamentos ,minha alma neste trabalho,neste grande trabalho.poís bem acho eu que obtive resultado.deixo recomendações ,meus estudos foram complexos de uma forma que tenho relatar casos e outras particularidades,para que eu possa explicar O MEU PONTO DE VISTA .PRECISARIA ME ESTENDER MUITO....É ISSO NÃO QUERO,.o que meus estudos levaram á crêr foi isto:.. o sentido mais apurado em uma criança ,desde quando ela nasce é o OLFATO,não entende outra limguagem, é dizer uma criança reconhece a mãe pelo cheiro.não á outro meio de limguagem ,somente o olfato.á mãe ezala um perfume ,um cheiro,feromônios. este perfume (sabedoria do criador) prende,o espirito da criança na máteria(corpo),é sabido que quando nascemos NÃO TEMOS CONCIÊNCIA,vivemos uma vida praticamente animal.porem DEÚS,criou uma limguagem entre Á MÃE É O BÊBE.que é o cheiro.é este perfume que guia o bêbe,guia as funções ,todas as funções...ainda tenho muito a falar sobre este assunto !! mas deixo estas recomendações ..todas as vezes que forem colocar seus filhos pra dormir no berço coloquem uma camisa que vcs MÃES USARAM durante o dia pertinho do rosto do bêbe, o porque! assim o cheiro da mãe guiara o espirito da criança no mundo espiritual para que ele não se perda (morrer ).o muito aceio do berço pode povocar morte subita ,o berço muito limpo ,sempre limpo ,tudo lavado sem nemhum cheiro da mãe ..É ERRADO , É EXTREMAMENTE ERRADO .O LENÇOL DO BERÇO ANTES DEVE SER USADO PELA MÃE ,OU MELHOR NA CAMA DO CASAL É DEPOIS COLOCAR NO BÊRÇO,sendo que o cheiro da mãe é de suma importância ,no berço ....á vcs MÃES usem esta têcnica ,no bêrço é garanto á vcs evitaram Á MORTE SÚBITA.....por glenn

  • Estrela

    2012-04-17 13:27:12

    A perda de um filho é uma dor sem fim que só quem perdeu é que sabe.

  • vanessa

    2012-03-06 09:52:13

    Bom nao diferente de todas tambem perdir um bebe lindo mas que DEUS achou que aqui nesse mundo nao era olugar dele . ele nasceu dia 11.11.11 e 11 vezes enrrolado no cordao bilical, mas nao fizerao uma cesariana entam quando pensei que tinho sofrido o bastante meu filhote lindo veio afalecer com 1 mes e 15 dias . Acordei com ele morto do meu lado na cama do mesmo jeito que deichei antes de dormir

  • Estrella

    2012-02-14 10:09:51

    minha filha tinha exatos 2 meses de vida quando partiu , ela ficava muito com a boquinha aberta mais segundo sua pediatra isso era normal ate que um dia sem explicação ela acordou de madrugada troquei ela , mamou e coloquei novamente no Berço , maldita a hora que a coloquei no berço novamente no dia seguinte quando acordei fui ver como ela estava ... Ela estava de Bruço a virei derepente ... e fiz respiração boca a boca porem ja era inutil desci desesperada com minha filha nos braços chegando ate o pronto atendimento me deu um desespero a sala foi se enchendo de medicos que foi saindo tão rapidamente um a um .... deixando a sala totalmente sozinha ... na cama um lindo corpinho sem vida ........... Olha meu mundo Caiu ...... ja passaram -se 5 anos 8 meses e 6 dias ....... isso não passa nunca apos 4 anos arrumei outro bebe .... e não consigo deixar ele viver a vida de uma criança normal o que faço ??????????

  • ana kelly

    2012-01-31 19:39:21

    perdi meu filho dia tres d janeiro desse ano! ñ consigo m perdoar, m culpo mto, porq ñ vi o meu filho passando mal, socorri ele c vida ainda, mas os medicos ñ conseguiram salvar ele! sinto mta falta do meu anjinho, ele era o meu companheiro, minha razao d viver. tenho uma filha d nove anos confeço q é o unico motivo d eu viver, to sofrendo dmais,ñ consigo aceitar a morte dele, ñ tenho mais vontade para nada,minha vida lilteralmente acabou, to buscando força em deus mas ta mto dificil!! se alguma mae tiver passando o q eu to passando m add no msn, para conversarmos e dividirmos essa dor juntas [email protected]

  • valeria

    2011-12-17 04:13:51

    Deus não e o causador dos nossos sofrimentos e angústias!!! Já perdi um irmão e dois sobrinhos Sinto pela tristeza profunda que abateu em suas vidas.E que Deus conforte seus corações.

  • Jéssica

    2011-12-09 17:59:26

    Nasci saudável. Ao fim de uma semana deixei de respirar, estava roxa, inconsciente... A minha mãe levou-me diretamente ao centro de saúde (era mais perto do que no hospital). Quando a minha mãe lá chegou comigo e com o meu pai, pegaram em mim, olharam-me e abanaram a cabeça aos meus pais com o sinal de "não". O que significava isto?! Significava que estava mesmo a morrer... Entretanto "morri", mas conseguiram reanimar-me novamente. Algum tempo depois, voltei para casa e voltei a deixar de respirar... Ninguém sabia o que se passava comigo, visto que a Morte Súbita do Bebé raramente acontece em raparigas. Tive de ser operada e agora cá estou eu, com uma grande cicatriz, mas com vida :)

  • vitoria

    2011-10-17 20:32:10

    isso é muito triste não é mesmo

  • claudia

    2011-10-12 21:43:29

    ainda é mt recente,,no dia 25 de setembro de 2011 entrei em trabalho de parto e eu,meu marido e o meu filho estavamos radiantes,,o Duarte finalmente ia nascer!!!!!infelizmente apos uma cesariana,vi me sozinha numa sala de recobro e as enfermeiras k por mim passavam nao me falavam sequer do meu bebe,,,logo vi k algo nao estava bem,até perguntar a uma enfermeira"o meu bebe ja foi pra neonatal?"e ela me dizer"vem já alguem falar consigo",,aí senti um aperto no coraçao,,até entrar o meu marido pra me contar k o nosso bebe tinha partido,,foi feita reanimaçao durante 40min,,sem sucesso,,,dentro de mim ele respirava e seu coraçao batia,,quando saiu,,acabou ainda nao consigo aceitar k um deus tenha feito isso aao nosso bebe,,ao nosso Duarte,,nao o cheguei a ver sequer,,nao tive coragem de ver o meu filho morto,,,agora aguardo resultados da autopsia,,,mas nada trará o meu Duarte de volta,,,te amamos muito estrelinha linda do nosso céu....Duarte

  • Aline Cristine

    2011-10-04 12:11:10

    Tenho 32 anos, comecei a entrar em pânico mesmo ante de minha Bebê nascer, porque moramos longe de nossas familias tanto eu como meu esposo, e já tinhamos um meninos de quase 2 aninhos sabiamos que seria dificil os primeiros dias. Tive minha Bebê no prazo previsto esgotada pois tabalhei até o ultimo dia, eu que nunca acreditei em depressão pós parto, surtei me sentia sozinha e abandonada por todos, meu marido não podia nem me dirigir a palavra eu fiquei enrreconhecivel, não queria ver ninguem nem receber ninguem. Minha Bebê mamava no peito, e eu comecei a perceber que ela não se alimentava o suficiente, mais era tranquila e estava ganhado peso muito bem, não sei se mãe precente mais eu sabia que alguma coisa não estava certa, ela fez todas as vacinas mais eu achei melhor consulta-la com uma médica particular, que tambem me tranquilizou. Derrepente ela começou a respirar com a boquinha aberta, a pediatra disse que era normal, que eu podia passar um sorrinho que já seria o suficiente, no mesmo dia ela passou a emitir um som como estivesse roncando. Eu achei melhor leva-la no Hosp. Infantil, que chegando lá não levaram tão á sério porque ela não tinha febre, nenhum indicio de resfriado, foi feito ex. de sangue e RX do pulmão que não apresentaram nenhuma alteração. Como já era tarde da noite acharam melhor ficarmos em obs. Na manhã seguinte continuava tudo igual, atè o momento de eu descer para tomar café dentro do próprio hospital, subi em menos de 10 minutos quando cheguei no quarto peguei a minha bebê sem vida, naquele quarto gelado. A dor foi tanta, que não teve quem não ouviu meu desespero de mãe, dentro daquele hospital. Com todos os recursos que tinha ali a nossa disposção ela não presentava gravidade ou alteração para que fosse tomada alguma providência. Bastou eu sair por 10 minutos, as enferneiras que me aconselharam a descer um pouco, e ela partiu sem que ninguem estivesse ao seu lado. E no meio de uma depressão foi como se um abismo se abrisse sob meus pés, poque eu tinha conciência de que tinha que ser forte para não prejudicar meu outro Bebê de 2 aninhos, e foi graças a ele que eu sai desse turbilhão de sentimentos de culpa, mágua, de tudo que é ruim e fui pouco á pouco me recuperando. Mais nesse percurso em momento algum esqueci da minha Yasmin Valentina!!! Que partiu deixando não só a dor para seu pais, como tambem um sentimento de impotência, para todos aqueles médicos e enfermeiros que estavam ali, e o pior de tudo sem que ninguem soubesse oquê aconteceu com ela!!! Atestaram como causa desconhecida!!! Mas conhecida também como morte subita!!!

  • solange amorim

    2011-09-04 14:35:27

    dia 31 de dezembro de 2010 eu e minha familia principalmente a pequena isabelly de 8 meses de idade famos a praia ver os fogos de ano novo. quando chegou 02;00 horas da mardugada decidimos ir embora para casa porque ja estava tarde e no caminho de casa ela foi mamando depois que ela mamou ela foi embora brincando quando chegmos em casa ela dormiu todos nois fomos dormir tambem quando chegou 05;30 da manha ela acordou passando mal fui ate a cozinha a mamadeira de agua ela tomou tudo dai eu fiquei com ela no colo e ela dormiu eu peguei ea coquei-a na cama e fui dormir junto com ela quando derrepente ela deu um arroto eu pulei da cama. peguei ela no colo e virei ela de bruço e ela vumitou muito quando voltei-a ela estava toda roxa , olhos brancos e toda gelada fiquei muito desesperada e sai gritando na rua pedindo ajuda meu vizinho me levou ate hospital e dali meia hora ela morreu deste momento sofro muito a perda dela espero que isso nao aconteça com ninguem. e onde ela estiver eu e meu coraçao esta junto,amo voce e sempre vou te amar ate o fim da minha vida minha pequena isabelly cristina amorim machado

  • Fabi

    2010-11-17 03:04:28

    Uma prima tem um bebe de um ano e teve morte subita na creche,mas foi ressucitado esta na UTI, já faz alguns dias, estamos rezando anciosos e com muito medo,mas esperançosos que tudo não vai passar de um terrivel susto...

  • Michele

    2010-11-15 09:01:14

    Faz mais de um mês que perdi a melhor coisa que recebi de Deus, meu amado menino, João Pedro, com um ano e quatro meses, ao acordarmos encontramos nosso filhinho morto no berço, sem explicações, hoje buscamos entender que assim como Deus colocou ele em nossos caminhos, por algum motivo também tirou. Nossa saudade é imensa, assim como a dor. Peço para que mães que passaram por isso, me enviem e-mails, para buscarmos juntas conforto. [email protected]