Os acidentes com crianças

Como os pais podem evitar os acidentes infantis

Vilma Medina

Vilma Medina

Os acidentes infantis se converteram numa importante fonte de preocupação, pois tiveram um importante aumento.

As estatísticas oferecem alguns números estarrecedores. Durante os últimos anos, as crianças sofreram milhares de acidentes, alguns deles com consequências mortais.

A situação não mostra sinais de melhoras, e o mais doloroso de tudo isso é que a maioria desses percalços poderiam ter sido perfeitamente evitados.

Acidentes infantis que acontecem com maior frequência

Os incidentes cujo desfecho é com maior frequência a morte, são os acidentes de tráfego, seja como consequência de atropelamentos, ou de colisões. Seguem as asfixias, seja causada por água ou produzida por objetos diversos (elementos de pequeno tamanho que se engolem, sacolas plásticas, cordões no pescoço). O terceiro posto no trágico ranking ocupam as quedas, particularmente desde janelas ou terraços desprotegidos, assim como das árvores. Quanto à sua frequência, os inimigos mais frequentes das crianças são as quedas, causa de 40% dos acidentes. Em segundo lugar, com 10% dos casos, aparecem as intoxicações, em particular as derivadas de produtos de limpeza e medicamentos. Este obscuro panorama poderia ser menos deprimente se colocassem em prática algumas medidas preventivas.

As estatísticas também demonstram que é em suas casas onde as crianças de até 4 anos de idade, sofrem os acidentes na sua maioria. Os mais frequentes são as quedas, as pancadas, cortes, queimaduras e afogamentos. Atualmente as crianças crescem rodeados de fontes de perigos que há algumas décadas não existiam (aparelhos eletrônicos, automóveis, etc) e com frequência passam muito tempo sós ou com escassa vigilância.

A partir dos 4 anos, crianças sofrem a maior parte dos acidentes na rua ou na escola. Podem produzir-se durante as brincadeiras, as práticas de esportes e no tráfego. Mas a imensa maioria dos acidentes infantis pode-se prevenir. Pais e educadores tem um papel primordial nisso. 

 

Os acidentes com crianças

Os acidentes com crianças

Como os pais podem evitar os acidentes infantis. Os acidentes infantis se converteram numa importante fonte de preocupação, pois tiveram um importante aumento. As estatísticas oferecem alguns números estarrecedores. Durante os últimos anos, as crianças sofreram milhares de acidentes, alguns deles com consequências mortais. A situação não mostra sinais de melhoras, e o mais doloroso de tudo isso é que a maioria desses percalços poderiam ter sido perfeitamente evitados.

Como evitar acidentes com bebês e crianças

Como evitar acidentes com bebês e crianças

Para uma criança pequena, o descuido dos adultos são como uma arma carregada. Queimaduras, cortes, quedas, asfixias, ingestão de produtos tóxicos ou medicamentos, descargas elétricas, atropelamentos, podem e devem ser evitados, se os pais e responsáveis atuarem corretamente. Impeça que os jogos se transformem em um jogo mortal. Evite os acidentes infantis.

Prevenção de acidentes com crianças de 3 a 5 anos

Prevenção de acidentes com crianças de 3 a 5 anos

Conselhos para prevenir acidentes com crianças de 3 a 5 anos. É em casa onde mais acontecem acidentes com as crianças. As medidas de segurança devem ser mantidas, os cuidados em casa devem ser intensificados.

Prevenção de acidentes com bebês de 0 a 2 anos de idade

Prevenção de acidentes com bebês de 0 a 2 anos de idade

A capacidade dos bebês é bastante limitada: movem as mãos, pernas e tentam esticar os braços para pegar coisas. A partir dessa idade, gostam de tocar tudo e suas habilidades melhoram dia-a-dia. Seu afã por conhecer o mundo que as rodeia lhes levará a meter na boca tudo o que encontrem ao seu alcance.

Prevenção de acidentes no carro e na rua

Prevenção de acidentes no carro e na rua

Conselhos de como evitar acidentes segundo a idade de cada criança. Vigia teu filho constantemente.

O que fazer em caso de acidentes com bebês e crianças

O que fazer em caso de acidentes com bebês e crianças

O que fazer em caso de acidentes com bebês y crianças: intoxicação, queda, asfixia, choque elétrico e queimaduras.

Acidentes e quebra de dentes na infância

Acidentes e quebra de dentes na infância

Quebra de dentes na infãncia. A primeira coisa que se deve fazer é ir a um dentista. Disso dependerá o futuro dos dentes do seu filho. Os traumatismos podem ocorrer em dentes temporários ou permanentes. Uma pancada pode afrouxar, desprender, fraturar ou arrancar um dente.

0 comentarios

Ad