O que fazer para engravidar de um menino ou de uma menina

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Muitos casais gostariam de escolher o sexo do seu bebê. Geralmente, quando é o primeiro filho, para nós, tanto faz, mas quando já temos um menino, queremos uma menina, e vice-versa. Atualmente, com a fecundação in vitro é possível discriminar o sexo do bebê, mas essa prática não é permitida na maioria dos países. O que os ‘Beckham’ fizeram para ter, finalmente, uma menina, após três meninos? 

Somente quando o casal é portador do gene de uma doença hereditária, que se transmite de acordo com o sexo, é possível implantar um embrião do sexo que esteja livre da doença. No caso dos ‘Beckham’, parece que quem persiste alcança e não há nada como desejar algo para consegui-lo. No entanto, o acaso brinca com os nossos desejos e nessa roleta muitos fatores, que na maioria das vezes passam despercebidos, quando optamos por encomendar um bebê.  

Você quer ter um menino ou uma menina?

o-que-fazer-para-engravidar-menino-ou-menina A 

Para ter um menino ou uma menina é importante calcular os dias em que vamos ter relações sexuais, já que devemos contá-los em função da capacidade de sobrevivência dos espermatozoides no aparelho reprodutor feminino. Assim, de acordo com o método Shettles, ainda que não seja uma ciência exata, garante resultados favoráveis em 75% na escolha do sexo. Para ter um bebê do sexo masculino, convém manter relações sexuais no mesmo dia da ovulação, ou 24 horas antes. A razão se baseia em que os espermatozoides Y, que dão caráter masculino ao novo ser, são mais rápidos na sua viagem até o óvulo, mas menos resistentes, e, portanto, morrem antes que os espermatozoides X, que imprimem o sexo feminino ao novo ser. 

Por esse motivo, se quiser ter uma menina, pelo método Shettles se aconselha ter relações sexuais uns três dias antes da ovulação para conseguir que os espermatozoides X, que tenham sobrevivido aos Y, masculinos, possam completar sua viagem até o óvulo e fecundá-lo. 

No entanto, na hora da escolha do sexo do bebê, outros fatores também influenciam, como a temperatura dos testículos. Parece que os espermatozoides Y são mais sensíveis ao calor que os X, por isso são mais afetados por essa condição e podem não sobreviverem às altas temperaturas. Por esse motivo, se você quiser ter uma menina, convém que o seu companheiro tome um banho quente antes do coito, enquanto que se você quiser ter um menino, convém que seu parceiro não use roupas justas, ou passe muitas horas sentado para evitar um superaquecimento do escroto. 

Outro fator que influencia na escolha do sexo do bebê é o PH do fluxo vaginal da mulher. É o fluxo vaginal que serve de veículo para que os espermatozoides viajem através da vagina em busca do óvulo para fecundá-lo. Se o PH é o adequado, os espermatozoides gozarão de uma viagem satisfatória na sua corrida até a meta, mas se o PH do fluxo vaginal for mais ácido do que o normal, os espermatozoides X terão mais possibilidades de sobreviverem porque são maiores, resistentes e vivem por mais tempo do que os Y, que são menores, fracos e delicados, ainda que, muito mais rápidos do que os X. 

Marisol Nuevo