A gengivite nas crianças

As crianças também podem sofrer com gengivite

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Você sabia que as crianças também têm risco de sofrer de gengivite? O sangramento das gengivas tanto em crianças como em adultos é um atestado que anuncia que alguma coisa está acontecendo no tecido de suporte dos dentes. 

A principal causa do aparecimento de problemas nas gengivas ou gengivite desde muito cedo é o acúmulo de placa bacteriana sobre os dentes e gengivas, principalmente quando não se tem higiene dental. Se a placa não for eliminada, se produz uma inflamação na gengiva e, em consequência disso, a retração da mesma. Por isso, é fundamental que as crianças tenham bons e adequados hábitos de higiene dental

Sintomas da gengivite infantil 

Existem sintomas que não deixam dúvidas sobre a gengivite em crianças. Uma criança pode ter gengivite quando apresentar: 

- Inflamação e vermelhidão das gengivas

- Dor nos dentes 

- Sangramento ao comer e ao escovar os dentes 

- Sensação que as gengivas se movem e de que os dentes estão separados. 

- Mau hálito 

- Abscessos nas gengivas, em alguns casos 

Como prevenir a gengivite em crianças 

Para prevenir a gengivite em crianças, além de vigiar e ensinar as crianças a terem uma boa higiene bucal, é fundamental que os pais levem seus filhos para uma revisão odontológica periódica desde o seu nascimento. A primeira visita da criança ao dentista deve ser entre o momento em que aparece o primeiro dente (5 a 8 meses) e o momento em que todos os seus dentes primários são visíveis (antes dos dois anos e meio). As crianças que foram acostumadas a limpar suas gengivas e a escovar os dentes todos os dias estarão mais tranquilas nas visitas ao dentista. 

Outras medidas preventivas básicas para ajudar a criança a ter uma boa saúde bucal são: 

1 – Estabelecer visitas regulares ao dentista, para checar, avaliar e limpar.

2 – Ensinar a criança a ter uma rotina habitual de escovação dos dentes. A partir do primeiro ano de nascimento, a criança poderá usar uma pequena quantidade de pasta dental para limpar os dentes. 

3 – Examinar e vigiar a boca da criança para observar se existe algum sinal de alguma doença periodontal como inchaço, abscessos, vermelhidão, mau hálito ou sangramento. 

4 – Dar exemplo. Se os pais praticam bons hábitos de saúde oral, os filhos também o farão.