Angiomas na pele do bebê

Manchas salmão, “mordidas da cegonha”, “beijos de anjo” e angiomas morango na pele do bebê

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Os angiomas são manchas de cor geralmente vermelhas que aparecem na pele do bebê ao nascer ou um pouco mais tarde. É normal que desapareçam por si sós, mas também podem ser tratados com remédios, com laser ou com cirurgia, em alguns casos.

Existem diversos tipos de angiomas que podem afetar o recém-nascido ou o bebê. Geralmente são marcas benignas. Se forem pequenos e solitários não devem dar problema, salvo o inconveniente estético, e raramente causam ulcerações ou sangram. No entanto, essas más formações vasculares podem estar situadas em áreas que comprimam outros órgãos ou estruturas importantes como as vias respiratórias ou a área ocular.

Tipos de angiomas nos recém-nascidos e bebês

1. Mordidas da cegonha, beijos de anjo ou manchas salmão.

Os recém-nascidos que apresentam essas manchas de cor salmão também são conhecidas como “mordidas da cegonha” ou “beijos de anjo” e podem aparecer no rosto. Aparecem nas pálpebras, na testa (beijos de anjo), nos lábios e na nuca. Antes existia a crença popular de associá-los aos enjoos da grávida, mas hoje sabemos que são angiomas planos e que podem desaparecer em alguns meses sem maior problema. As únicas que não desaparecem são as manchas de cor salmão da nuca, mas como são cobertas pelo cabelo, não são vistas.

2. Angiomas planos o más formações vasculares.

São visíveis desde o nascimento. Os angiomas planos mais extensos são más formações vasculares, que necessitam acompanhamento porque para eliminá-los são necessários medicamentos ou tratamentos com laser. Costumam não crescer e podem desaparecer com o passar do tempo.

3. Os angiomas em morango.

São más formações vasculares elevadas ou volumosas. Devido a sua forma lembram essa fruta. Podem estar presentes e serem visíveis no momento do nascimento, mas geralmente aparecem algumas semanas mais tarde, entre a segunda e a terceira semana de vida. São mais frequentes no rosto e nos membros superiores. As meninas têm mais predisposição a esse tipo de angioma, mas não em geral não são motivos de problema, somente estético. Ainda que no início cresçam, o normal é que vão desaparecendo muito lentamente. Aos dois anos do bebê, já devem ter desaparecido, ou pelo menos começado sua regressão na área central. Em casos complicados pode utilizar tratamento com laser, corticoides ou cirurgia.

4. Mancha mongólica.

A mancha mongólica tem uma cor azul acinzentada e normalmente aparece nas costas ou nas nádegas. É mais frequente em crianças de pele escura e pode desaparecer em alguns meses. Não tem nenhuma relação com a síndrome de Down, mas sim com os habitantes da Mongólia, que são os que apresentam essas manchas com mais frequência. 

Marisol Nuevo.