A primeira viagem da criança em avião

Dicas para viajar de avião com seu filho

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Um dos meios de transporte mais utilizados é o avião, mas quando se aproxima o momento da primeira viagem de uma criança, surgem dúvidas e medos que podem fazer com que o vôo se torne num momento tenso para pais e filhos. 

A seguir explicaremos como enfrentar o primeiro vôo com uma criança, que mesmo que pareça que possa ocasionar problemas, é uma experiência a mais para viver com os filhos, já que é um meio de transporte que gera muita expectativa e fantasia na cabeça deles. 

Dicas para a primeira viagem da criança em avião

primeira-viagem-da-criança-em-avião A

A primeira coisa a levar em conta é que, aconteça o que for, as crianças estão capacitadas para enfrentar uma viagem de avião desde os primeiros dias de vida, ainda que, como acontece com os adultos, é recomendável seguir uma série de normas para evitar possíveis transtornos. 

O primeiro e o último momento do vôo, a decolagem e a aterrissagem, é o mais delicado, pois pode gerar facilmente uma situação de estresse na criança. É aconselhável dar a mamadeira ao bebê, ou, se a criança for um pouco maior, oferecer a ela um caramelo ou um chiclete para evitar que os ouvidos doam por causa da pressão atmosférica. Além disso, convém dar de beber com frequência à criança durante o vôo, para evitar a desidratação devido ao ar seco do avião. 

Outra coisa que deve ser levada em conta é a roupa da criança. A roupa deve ser cômoda e adequada à temperatura existente no avião, e inclusive, se a viagem for acontecer à noite, convém levar o pijama para que o pequeno se sinta mais relaxado e possa conciliar o sono com mais facilidade. 

Além disso, se os pais têm consciência que a criança tem tendência a enjôos é recomendável que não coma muito nas horas anteriores ao vôo. Também se pode levar algum medicamento contra os enjôos na bagagem de mão, para administrar à criança se for necessário. Outra coisa que deve ser incluída na bagagem de mão são as mamadeiras esterilizadas, ou a comidinha habitual que possamos dar à criança, para evitar assim possíveis transtornos digestivos. 

Por último, não devemos nos esquecer de incluir os seus brinquedos favoritos, para que a criança possa se entreter durante o vôo e não fique muito enfadada. 

Diego Fernández
Redator de Guiainfantil.com