Podemos conseguir que as crianças cooperem em casa?

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Numa casa com crianças, muitas vezes parece que aconteceu uma batalha campal: toalhas pelo chão, sapatos no meio da casa, mochilas abertas, areia do parque nos quartos, brinquedos espalhados, lápis de cores jogados, meias e livros atirados no chão. Temos que ir ‘pisando em ovos’, pulando os obstáculos para chegarmos a algum lugar! 

Como ensinar as crianças a serem mais organizadas

podemos-conseguir-que-as-crianças-colaborem A 

Eu tenho que confessar que uma das coisas que mais me tiram do sério é encontrar todo o trabalho empregado na limpeza e manutenção da casa, ser destruído em apenas alguns minutos pelos meus filhos. Mesmo indo atrás deles recolhendo tudo, eu não consigo arrumar tudo. Eu fico assombrada como as crianças são capazes de pisar em mil brinquedos ou papéis sem se agacharem para pegar nada. Será que vão ficar com dores nas costas? Aconselho advertir as crianças sobre a necessidade de que comecem a cooperar em casa o quanto antes para que o caos e a desordem não se apoderem da gente. O cuidado da casa é algo que afeta todo o mundo! 

As crianças são muito capazes de fazer muitas coisas em casa, ou pelo menos, de procurar manter a ordem disposta e de mostrar assim o respeito pelo trabalho alheio. É uma tarefa muito difícil quando se tem muitas crianças na casa, porque um fica colocando a culpa no outro, ou tirando o corpo fora na hora de obedecer nossas exigências

Nós, pais, devemos ensinar aos nossos filhos a colaborarem nos trabalhos cotidianos de casa, especialmente aqueles que lhes afetam diretamente como recolher os brinquedos após brincarem, dobrar a sua roupa ou colocá-la para lavar, guardar seus sapatos e tênis, organizar o seu quarto, ser responsáveis pelos seus livros e ferramentas de trabalho, etc. Isso vai nos dar um grande alívio e também será um hábito benéfico para os nossos filhos. As crianças que aprendem em casa a serem limpas, organizadas e respeitosas, estenderão essa conduta ao âmbito escolar ou na rua. Por outro lado, devemos oferecer a eles um ambiente adequado, já que ninguém pode se sentir bem numa casa caótica, desordenada ou suja. 

Patro Gabaldón