Diagnóstico do autismo aos nove meses de idade

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

O autismo, um transtorno que antes se determinava somente a partir dos 2 anos de vida da criança, agora pode ser diagnosticado em crianças de apenas nove meses de idade, graças a um estudo que um grupo de cientistas canadenses  da Universidade McMaster, de Ontário, Canadá.

Considerando que autismo não é uma doença e, portanto não tem cura, quanto antes for diagnosticada, o quanto antes poderá controlar e melhorar a qualidade de vida das crianças autistas. O autismo afeta 4 de cada mil crianças, e suas causas não estão totalmente definidas. Adiantar o seu diagnóstico pode evitar, por exemplo, que seja confundido com outros transtornos e que a criança receba um tratamento inadequado.

Como é este novo sistema para diagnosticar o autismo em crianças

diagnóstico-do-autismo-aos-nove-meses A 

Os cientistas explicam que o estudo para detectar o autismo se faz em apenas 10 minutos, centrando-se na direção do movimento ocular dos bebês quando olham rostos, olhos ou objetos movendo-se na tela de um computador. Deste modo, a partir de agora se poderá distinguir entre um grupo de crianças com autismo de outro grupo sem ele, entre os nove e os doze meses de idade. 

Os resultados do estudo implicam em um importante avanço na detecção a tempo do autismo em crianças. Os tratamentos que já existem com as pessoas que sofrem de autismo, baseados no desenvolvimento de suas habilidades podem agora se iniciar em idades menores. As crianças, assim como seus familiares, serão os grandes beneficiados.

Quanto antes se detectar o autismo, mais rápido a criança se desenvolverá. Quem tem um filho, um irmão, ou um paciente autista sabe do que estamos falando

Pedro Oliver

Redator de GuiaInfantil.com