A falta de disciplina nas crianças

Como se pode disciplinar e estabelecer limites aos filhos

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Os filhos não nascem com um manual de instrução debaixo do braço. Por esta razão a sua educação depende em grande medida dos pais e de todos que os rodeiam.

Educar não é fácil, mas se os pais se concentram na disciplina, seguramente estará no bom caminho. A falta de disciplina e de limites dos filhos hoje em dia, tem sido uma das grandes preocupações dos pais, já que tem gerado uma geração inconseqüente e mal educada. Como se pode evitar isso?

Dar palmadas não é educar

A falta de disciplina nas crianças

Corrigir aos filhos indisciplinados com palmadas não serve de nada. Dar uma palmada à criança só gera mal exemplo. Se os pais dão palmadas ao seu filho, este os imitará algum dia, acreditará que também tem o direito de dar palmadas a outra pessoa. Não podemos esquecer que as crianças aprendem muito com os exemplos. E os imitam.

O ‘não’ educaQuando os pais devem disciplinar aos filhos? Desde que são bem pequenos. Sempre que façam algo contrário do que eles lhes ensinaram. Os pais devem combater com firmeza e persistência: a desobediência; a mentira; a falta de respeito...

Como disciplinar aos filhos

Como dizer NAO à falta de disciplina dos filhos? Além de dar o exemplo a eles, os pais devem:

- Deixar claro, diante de qualquer situação, o que realmente esperam dele. As crianças se sentem melhor quando se comportam como os seus pais desejam.

- Os pais devem estabelecer limites de hora, de quantidade, de tudo, aos filhos.

- Se a criança começa a espernear e a gritar porque os pais lhe disseram NAO, os pais não devem intervir. Devem ignorar-lhe. Só quando a criança pare e se acalme é que devem conversar com ela.

- Os pais devem fazer com que os filhos reconheçam o seu erro e a pedir perdão.

- Jamais se deve chamar atenção dos filhos na frente dos outros. Se deve chamar o filho ao quarto ou a outro lugar para falar com ele.

- Para chamar atenção dos filhos não é necessário gritar nem fazer ameaças ou sermões. Se deve falar com firmeza mas num tom normal.

Educar não é fácil, mas com amor, carinho e respeito, se pode evitar situações familiares difíceis. Limites claros e bem definidos são um dos segredos da boa educação. E isso se consegue com persistência, paciência, até que se transforme em rotina para as crianças.