Sintomas de alerta e risco da gripe suína nas crianças

Atuar com urgência se a criança contagiada com o vírus da Influenza H1N1

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

A informação é a melhor arma dos pais para atuar cedo no caso de uma criança ou bebê sofre muito com os sintomas da Gripe Suína.

Os pais devem observar y atuar com urgência se a criança contagiada com o vírus da Influenza H1N1 sofre de algumas desses sinais de alerta da gripe.

Os pais devem tomar medidas de urgência no caso da criança sofrer pelo menos dois dos sintomas a abaixo:

Sinais de alerta da gripe em crianças e bebês

1. Taquipnéia, aceleração do ritmo respiratório

  • Bebês até 2 meses: FR (Frequencia respiratória) maior de 60 irpm (incursões respiratórias por minuto);
  • Bebês de2 até 12 meses: FR maior de 50 irpm;
  • Crianças de 1 a 4 anosa: FR maior de 40irpm
  • Crianças com mais de 4 anos: FR maior de 3 0irpm

2. Desidratação

3. Febre com temperatura maior de 38graus persistente por mais de 5 dias

4. Batimento de asa de nariz, tiragem intercostal ou convulsões.

5. Cornagem: Ruído auscultatório intenso e grave, semelhante ao produzido quando se sopra num corno, ouvido sobre o tórax ou mesmo à distância (é um tipo de ronco)

6. Agravamento dos sinais e sintomas iniciais (febre, mialgia, tosse, dispnéia);

7. Alteração do estado de consciência

8. Queda do estado geral

9. Alteração dos sinais vitais: hipotensão arterial (PAD120bpm);

10. Oximetria de pulso: sat O2

11. Incapacidade de ingerir líquidos ou qualquer um dos sintomas anteriores.

Fatores de risco da gripe suína nas crianças

Crianças com doença crônica pulmonar, cardiovascular, renal, hepática, hematológica, neurológica, neuromuscular, metabólica (incluindo obesidade [IMC>35] e diabetes mellitus); imunodeprimidos (SIDA; transplantados e tratamento crônico com imunossupressores); idade menor de 2 anos.