Como funcionam os filtros parentais na internet

Controlar a navegação das crianças na Internet

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

O acesso à Internet está ao alcance de muitas crianças hoje em dia, sobretudo em idades cada vez mais precoces. As crianças usam para assistir vídeos de canções e contos e inclusive para jogos interativos. No entanto, mais adiante, quando já sabem ler e escrever e podem navegar, participar de redes sociais ou em chats, o que as tornam numa presa muito fácil para pedófilos. Deixar a criança sozinha em frente ao computador traz riscos e para evitá-los existem os controles parentais. 

Os filtros parentais, ou programas de controle dos pais, são ferramentas que permitem aos pais controlarem o que as crianças vêem na Internet. É um software que se instala no computador e que controla, de acordo com o filtro, por quais páginas o seu filho pode navegar, se pode ou não usar um chat, o tempo que estará conectado e inclusive bloquear conteúdo não desejado.

Como controlar a navegação das crianças na Internet

como-funcionam-filtros-parentais-internet A

1- Os pais podem programar filtros parentais para controlar a navegação mediante: 

- Listas de webs: os pais podem dizer que endereços a criança pode ou não visitar. Podem ser elaboradas listas negras de páginas que a criança não poderá visitar e outras que possam navegar de forma segura. 

- Palavras-chave: é possível realizar bloqueios através de palavras-chave. Neste caso a criança não poderá navegar por lugares que contenham as palavras selecionadas (sexo, pornô, matar,...). 

- Aplicativos: é possível negar acesso a aplicativos como mensagens, chats, e-mails ou rede sociais. 

2- Também é possível programar filtros parentais para controlar o tempo de navegação: são utilizados para limitar o tempo que a criança poderá estar conectada à Internet, além disso, também é possível definir em quais horários a criança poderá ter acesso à Internet. 

Existem dois tipos de software de controle parental: o que já se encontra instalado no próprio computador (que pode ser pago ou gratuito) e o segundo que é muito utilizado principalmente quando estamos fora de casa e a criança navega através do smartphone ou tablet. 

Em todo o caso, juntamente com os filtros parentais é muito importante que os pais realizem um trabalho constante de educação diante dos perigos que as crianças são expostas na Internet. Isso permitirá a eles estarem preparados se, em algum momento, utilizarem o computador de um amigo ou de um familiar que não tenha filtro parental. 

Fonte: Fundación Alia2

Alba Caraballo

Editora de GuiaInfantil.com