Dia da Internet Segura. Você acredita que o seu filho navega seguro pela Rede?

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Alguma vez você se perguntou como limitar a navegação do seu filho pela Internet e evitar assim que ele veja conteúdos que ainda não tem preparo nem idade para vê-los? É que com apenas um ‘Clic’, e em questão de minutos as crianças podem dar a volta ao mundo, acessar conteúdos bons e ruins. E como é difícil controlar tudo isso, não é verdade? Como conseguir que as crianças naveguem com segurança pela Internet? 

Como proteger as crianças na Internet

dia-da-internet-segura A 

Alguns pais, por se sentirem incapazes de controlar o acesso dos seus filhos à Internet acabam proibindo a conexão dos seus filhos à Rede. Você acredita que essa é a melhor solução? Estou convencida que não. Acredito que proibir a uma criança o acesso à Internet seria o mesmo que proibi-la de sair na rua. Os perigos continuam nas esquinas, na saída das escolas, nos parques, nos shoppings... Além disso, já não se pode admitir que as crianças não tenham acesso à Internet porque muitos dos seus deveres escolares dependem dessa conexão, além do que parte da sua socialização tem lugar na rede. 

Sempre acreditei que os limites, quando bem aplicados, deixam as crianças felizes e isso também se aplica ao manejo correto das novas tecnologias e à Internet. O ideal é que ensinemos aos nossos filhos que sejam criteriosos, exigentes, moderados e vigilantes quanto às suas buscas e interesses, da mesma forma que os aconselhamos que não atravessem a rua sem olhar para os dois lados para verem se vem algum carro ou que não aceitem nada, nem conversem com desconhecidos na rua. 

Conselhos para pais de crianças internautas 

As crianças poderão fazer um bom uso da Internet se os pais seguirem alguns conselhos: 

1- Colocar o computador em uma área compartilhada da casa. 

2- Estabelecer o tempo de conexão e de utilização do computador. 

3- Compartilhar alguma atividade com as crianças na rede. 

4- Ensinar as crianças a protegerem suas senhas

5- Estimular e incentivar o espírito crítico das crianças. 

6- Falar às crianças que não digitem dados pessoais como idade, telefone, endereço, em nenhuma rede social. 

7- Consultar e vigiar o histórico de navegação das crianças. 

8- Bloquear algumas Webs não recomendáveis no computador. 

9- Atualizar programas e ativar os sistemas de controle que bloqueiem o acesso das crianças a determinados conteúdos. 

10- Aconselhar as crianças a não aceitarem contatos nem responder a correios de pessoas que não conheçam, por mais simpáticas que pareçam ser. 

11- Denunciar qualquer situação suspeita. Em www.safernet.org.br você pode denunciar qualquer situação perigosa online

Vilma Medina

Diretora de GuiaInfantil.com