Como as crianças adquirem coordenação motora

Dicas para ajudar as crianças com a motricidade fina

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Durante os primeiros anos, as mãos das crianças serão uma das partes mais importantes para poder explorar e, sobretudo, interagir com o mundo que as rodeia. São muitas as atividades e funções que terão com as mãos. Algumas mais simples como empurrar algo, ou tarefas mais complexas e complicadas para a criança. Para realizar as tarefas mais complexas, o cérebro deverá se colocar de acordo com as mãos, para ser capaz de medir cada ação com uma precisão de milímetros, calcular a profundidade, etc.

As mãos e a coordenação motora das crianças

O controle da coordenação motora das crianças

Algo que para os adultos parece ser tão simples como dar o laço nos tênis é um trabalho muito complexo para o cérebro. Com efeito, por exemplo, o primeiro robô que é capaz de amarrar os cordões foi apresentado em 2013, e é a única atividade capaz de fazer. O que nos indica a complexidade dos movimentos.

Durante os primeiros anos de vida, a criança observa, e através da observação, digamos que vai calibrando o cérebro para conseguir a melhor destreza nos órgãos mais importantes para se relacionar com os outros, as mãos. Hoje, o que vamos fazer, é oferecer um par de atividades com as quais poderá potencializar e acelerar o processo de desenvolvimento.

A coordenação ou destreza motora da criança pode ser estimulada desde cedo. Através de movimentos com as mãozinhas para pegar objetos, para engatinhar, dar os primeiros passinhos, ou se arrastar pelo chão ou tapete, tudo isso envolve o desenvolvimento da coordenação motora. Logo, na fase pré-escolar, a coordenação pode ser estimuladas através de atividades especificas para a idade, como exercícios motores de desenhos, símbolos, e outros.

Para compreender melhor o significado da coordenação motora, temos una explicação mais detalhada: Se trata  da capacidade de coordenação de movimentos decorrente da integração entre comando central (cérebro) e unidades motoras dos músculos e articulações.

A coordenação motora na infância se divide em dois grupos:

- Coordenação motora fina

É a capacidade de usar de forma eficiente e precisa os pequenos músculos, produzindo assim movimentos delicados e específicos. Este tipo de coordenação permite dominar o ambiente, propiciando manuseio dos objetos. Ex: desenhar, pintar, montar e desmontar, escrever, recortar, encaixar, empilhar, costurar, abotoar/desabotoar e digitar, etc.

- Coordenação motora grossa

Este tipo de coordenação permite a criança dominar o corpo no espaço, controlando os movimentos mais rudes. Ex: andar, dançar, correr, saltitar, pular, subir e descer escadas, se arrastar, rastejar, e outros.