Como se manifestam os ciúmes na infância

As reações mais comuns de uma criança com ciúmes do seu irmão

As crianças expressam os ciúmes de diversas formas, mas muitos deles através de uma mudança de conduta. Com a chegada de um novo irmãozinho, as crianças maiores nem sempre reagem bem. Para muitos, seu irmão pequeno é seu rival, aquele que invadiu seu território e lhe roubou não somente a sua “coroa”, mas também parte do tempo que tinha com seus pais. Assim é normal que a criança se sinta ameaçada pela chegada de um novo irmãozinho.

O ciúmes na infância. Crianças ciumentas

Os ciúmes das crianças. Como elas reagem aos ciúmes

O ciúmes na infância pode se manifestar especialmente no comportamento das crianças. As reações podem nem esperar a chegada do novo irmão. Seguem algumas expressões que os pais podem identificar como ciúmes da criança. 

1 – A criança pode tentar recuperar a atenção dos seus pais apresentando retrocessos e regressões de algumas condutas, ou voltando a apresentar condutas de etapas evolutivas já superadas como: 

- Voltar a fazer xixi na cama durante a noite. 

- Voltar a usar a chupeta. 

- Voltar a usar fraldas. 

- Voltar a querer tomar leite na mamadeira. 

- Voltar a dormir na cama dos pais, desejar ser embalado. 

- Voltar a chupar os dedos. 

2 – A criança pode começar a dizer não a tudo para chamar a atenção. A ser desobediente e se opor a tudo. 

3 – A criança pode se mostrar desinteressada por tudo o que seus pais sugerirem. Pode apresentar uma atitude retraída, indiferente e desconfiada. 

4 – A criança pode se mostrar mais distante das atividades familiares. Ela se oporá a participar nas brincadeiras e nos passeios, etc. 

5 – A criança pode apresentar alguns incômodos como dor de cabeça, dor de barriga ou outro tipo de mal estar, conseguindo assim chamar a atenção dos pais. 

6 – A criança pode apresentar inapetência na hora de comer. Alguns se negam a comer. 

7 – A criança pode adotar uma conduta mais agressiva com todos, pais irmãos, professores, amigos. Pode se tornar mais rebelde e incontrolável. Os pais devem ter cuidado para que ela não machuque o irmãozinho menor. 

8 – A criança pode se tornar mais chorona e mais apegada à sua mãe. Ela se sentirá mais frágil, sozinha e dependente e abandonada. 

9 – A criança pode se negar a brincar com os amigos, a dividir seus brinquedos ou outros pertences. 

10 – A criança pode se tornar rancorosa com seus entes queridos. 

Os pais devem levar em conta que essas reações são normais em crianças que estão vivendo uma nova situação e que o tempo colocará tudo no seu lugar. Devem ter paciência e dar muito carinho e não bater na criança ciumenta pelo que estão fazendo. Devem entender que essa é a forma dela protestar. 

Os ciúmes só se tornam um problema quando alcançam desproporções visíveis ou que realmente alterem a convivência familiar e perdurem por muito tempo.

  • Educar a criança com valores. A Tolerância
    Educar a criança com valores. A Tolerância

    Ser tolerante é aceitar e admitir a diferença ou a diversidade, é respeitar a opinião dos outros. A criança não nasce tolerante. Sua conduta natural é que tudo seja para si, e que todos estejam de acordo com ela, por isso o aprendizado deve ser o mais cedo possível.

    • Educar a criança com valores. A Obediência
      Educar a criança com valores. A Obediência

      Os valores devem ser incutidos na criança desde a mais tenra idade. Muitos valores que as crianças adquirem ou aprendem são vendo as atitudes dos pais no dia a dia, por isso a importância dos pais e professores no aprendizado.

0 comentários