Plantas e ervas medicinais durante a gravidez e o pós-parto

Os benefícios da fitoterapia para a mulher grávida antes e depois do parto

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

A fitoterapia é um método terapêutico que usa as plantas como meios naturais tanto para prevenir como para curar algumas moléstias durante a gravidez ou depois do parto.

É normal que durante a gravidez e depois do parto, a mulher experimente mudanças hormonais importantes que acabarão alterando o seu estado e o seu corpo. Uma alternativa natural para aliviar os sintomas seria a fitoterapia.

Benefícios da fitoterapia para a grávida

O uso da fitoterapia durante a gravidez

A fitoterapia oferece muitas alternativas para a mulher grávida. Claro que antes de começar com um tratamento fitoterapêutico, a mulher deve consultar com o seu médico. Só o médico poderá confirmar se este tipo de terapia está ou não indicada ao seu caso.

De uma forma geral, este tipo de terapia pode ser aplicada a partir do quarto mês de gestação e pode durar umas três semanas. Para começar com esta terapia é necessário tomar alguns cuidados:

1- Consulte com o seu obstetra

2- Só tome remédios recomendados pelo médico

3- Não fume, não use bebida alcoólica nem drogas

4- Evite o café

5- Faça algum exercício físico

6- Coma bem e o suficiente

7- Beba bastante água

Plantas que curam moléstias na gravidez

Para cada moléstia na gravidez ou depois do parto existe um remédio natural. Confira:

1- Fitoterapia durante a gravidez

- Enjôos, náuseas e vômitos: para aliviar estas moléstias que acontecem principalmente nos primeiros meses da gravidez, a mulher pode tomar uma xícara diária de chá de melissa e gengibre.

- Insônia ou falta de sono: para ajudar à mulher a dormir, é aconselhável colocar umas gotinhas de lavanda no travesseiro. A lavanda tem um aroma que ajuda a relaxar o sistema nervoso.

- A cistite ou infecção urinárias, ou vontade freqüente de urinar: não existem nada melhor para prevenir a cistite que um bom copo de suco de amora ou mirtilo no início do dia.

- As estrias. Para amenizar as marcas de estrias na pele da grávida, se recomenda passar e massagear a pele, uma ou duas vezes ao dia, azeite de oliva. Depois do banho, passar azeite de rosa mosqueta.

2- Fitoterapia antes do parto

- Se aconselha, a partir do oitavo mês de gestação, que a mulher tome uma xícara de chá de framboesa. Esta fruta ajuda a facilitar o parto, a evitar abortos espontâneos e a diminuir a hemorragia pós-parto.

3- Fitoterapia depois do parto

- Depressão pós-parto. Para evitá-la, se recomenda tomar uma xícara de chá de flores secas de camomila.

- Pouco leite. Para ajudar à mãe a produzir mais leite para amamentar o seu bebê, se aconselha sementes de sésamo tostadas ou moídas, no pão, nos bolos, nas saladas.