Hipertireoidismo em crianças. Como tratá-lo

Que tratamento precisa o hipertireoidismo na infância

Vilma Medina

Vilma Medina

Uma vez diagnosticado o hipertireoidismo, o médico endocrinologista prescreverá um tratamento específico para o nosso filho. Mas, em que consiste o tratamento do hipertireoidismo infantil? Quanto tempo nosso filho terá que se medicar? E, sobretudo a pergunta que mais angustia aos pais: ‘o hipertireoidismo é uma doença que tem cura?’. 

Tratamento do hipertireoidismo em crianças

hipertireoidismo-em-crianças-como-tratá-lo A 

O objetivo do tratamento do hipertireoidismo em crianças não é outro a não ser tentar reduzir o excesso de produção de hormônio tireoidiano. E, para isso, existem formas de fazê-lo: 

1 – Um medicamento antitireoidiano 

2 – Tratamento com iodo radioativo 

3 – Uma tireoidectomia total ou parcial 

A imensa maioria de endocrinologistas prefere a primeira opção para tratar a criança com hipertireoidismo, ou seja, medicamento antitireoidiano. Antes de começar este tratamento, o médico receitará à criança um fármaco que atenue os sintomas do hipertireoidismo (as taquicardias, sudoração e o nervosismo). O mais usado é o propanolol. Ele será retirado ao começar o tratamento antitireoidiano. 

Tratamento antitireoidiano em crianças. O que se consegue 

O objetivo desses fármacos é bloquear a produção de hormônios tireoidianos. Ou seja, dessa forma se controlará o excesso de produção desses hormônios na criança. 

E durante quanto tempo meu filho terá que se medicar contra o hipertireoidismo? O tratamento pode durar de um ano a um ano e meio. Existem crianças que necessitam mais tempo para estabilizar o seu metabolismo. Mas, nunca será maior que quatro anos. O hipertireoidismo infantil tende a atenuar pouco a pouco graças a este tratamento. 

Estefanía Esteban

Redatora de GuiaInfantil.com

Hipertireoidismo em crianças. Causas e sintomas

Hipertireoidismo em crianças. Causas e sintomas

Às vezes pode ser confundido com a hiperatividade infantil. São crianças muito ativas, que não param quietas. Com frequência sofrem de insônia. No entanto, no caso do hipertireoidismo, a culpa tem a ver com a glândula tireóide, que libera mais hormônios tireoidianos do que o normal fazendo com que o metabolismo da criança vá mais depressa.

Hipotireoidismo em crianças. Causas e sintomas

Hipotireoidismo em crianças. Causas e sintomas

Às vezes começa com uma leve dor na garganta que se repete de forma contínua. A criança leva a mão ao pescoço e às vezes ao falar parece um pouco rouca. Também cansada. São os primeiros sintomas de alarme, ainda que não sejam os únicos. O hipotireoidismo em crianças não é tão fácil de ser diagnosticado. Nosso filho terá que se submeter a alguns exames.

O hipotireoidismo em bebês recém-nascidos

O hipotireoidismo em bebês recém-nascidos

O hipotireoidismo origina um atraso mental irreversível quando faltam os hormônios tireoidianos, que são necessários para o desenvolvimento do sistema nervoso central. Após o nascimento, graças à instauração do teste do pezinho a todos os recém-nascidos é possível diagnosticar e tratar com a rapidez necessária a maioria dos casos de hipotireoidismo congênitos, ainda que não apresentem sintomas.

O hipotireoidismo no feto

O hipotireoidismo no feto

Durante a gravidez, o bebê se encontra muito protegido em relação a um eventual problema de tireóide. Por um lado tem a possibilidade de usar os hormônios que o mesmo fabrica ou utilizar os da sua mãe que passam através da placenta. Assim, se o embrião ou o feto sofre uma falta congênita de tireóide, ele pode utilizar os hormônios que sua mãe lhe administra.

Hipotireoidismo na gravidez

Hipotireoidismo na gravidez

O hipotireoidismo na gravidez pode ser causa de aborto, mas se uma mulher com essa doença segue o seu tratamento durante a gravidez, ela pode chegar até o fim com normalidade. O problema surge na gravidez em que a mulher não sabe que tem hipotireoidismo.

0 comentarios