Conjuntivite em bebês e crianças

O que é e o que causa a conjuntivite em crianças pequenas

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

A conjuntivite é uma inflamação da membrana ocular, acompanhada de vermelhidão e secreção. A causa da conjuntivite pode ser infecciosa, alérgica ou tóxica. A conjuntivite infecciosa é transmitida, mais freqüentemente, por vírus ou bactérias e pode ser muito contagiosa.

Como se trata a conjuntivite em bebês e crianças

A conjuntivite em crianças

O contágio se dá, nesse caso, pelo contato. Isso quer dizer que estar em ambientes fechados com pessoas contaminadas, usar objetos contaminados, e estar em contato direto com pessoas contaminadas ou até mesmo pela água da piscina se pode contrair a conjuntivite infecciosa. Quando ocorre uma epidemia de conjuntivite, pode-se dizer que é do tipo infecciosa.

A conjuntivite alérgica é aquela que ocorre em pessoas predispostas a alergias (como quem tem rinite ou bronquite, por exemplo) e geralmente ocorre nos dois olhos. Esse tipo de conjuntivite não é contagiosa, apesar de que pode começar em um olho e depois se apresentar no outro. Pode ter períodos de melhoras e reincidências, sendo importante a descoberta da causa da conjuntivite alérgica.

A conjuntivite tóxica é causada por contato direto com algum agente tóxico, que pode ser algum colírio medicamentoso ou alguns produtos de limpeza, fumaça de cigarro e poluentes industriais. Alguns outros irritantes capazes de causar conjuntivite tóxica são poluição do ar, sabão, sabonetes, spray, maquiagens, cloro e tintas para cabelo. A pessoa com conjuntivite tóxica deve se afastar do agente causador e lavar os olhos com água abundante. Se a causa for medicamentosa é necessário a suspensão do uso, sempre seguindo uma orientação médica.

Sintomas da Conjuntivite nas crianças

Existem sinais que podem indicar que as crianças tenham conjuntivite. Os principais sintomas da conjuntivite são:

- Olhos vermelhos e lacrimejantes, devido à dilatação dos vasos sanguíneos locais;

- Inchaço (edema) do olho ou pálpebra, devido ao acúmulo de líquido no local;

- Sensação de areia ou de ciscos nos olhos;

- Aumento do lacrimejamento com a presença de secreção purulenta;

- Incomodo causado pela luz;

- Em alguns casos, febre e dor de garganta.

Como se trata a conjuntivite nas crianças

A conjuntivite pode ser causada por um vírus, uma bactéria ou por uma reação alérgica. A infecciosa (por bactéria) é muito contagiosa. Se começa por um olho, com certeza afetará o outro. E é purulenta. Por outro lado, as virais e as alérgicas apresentam pouca secreção. Produzem lágrimas claras e aquosas e pálpebras inchadas.

Se observa que o seu filho apresenta os sintomas listados acima, deve consultar sempre o pediatra. No caso de infecção, ele receitará um antibiótico ou um colírio. Nos outros casos, se tratará usando colírios antiinflamatórios e antihistamínicos.

É importante enxaguar o olho da criança com soro fisiológico e, para evitar contágios, se deve evitar compartilhar objetos como toalhas, lenços, da criança com outras pessoas.

Prevenir a conjuntivite nas crianças

Para prevenir o contágio, tome as seguintes precauções:

- Lavar as mãos frequentemente; 

- Evitar aglomerações ou frequentar piscinas de academias ou clubes e praias; 

 - Lavar com frequência o rosto e as mãos uma vez que estas são veículos importantes para a transmissão de microrganismos patogénicos; 

- Não coçar os olhos; 

- Aumentar a frequência com que troca as toalhas do banheiro e sabonete ou use toalhas de papel para enxugar o rosto e as mãos; 

- Trocar as fronhas dos travesseiros diariamente enquanto perdurar a crise; 

- Não compartilhar o uso de esponjas, rímel, delineadores ou de qualquer outro produto de beleza; 

- Evitar contato direto com outras pessoas; 

- Evitar pegar crianças pequenas no colo; 

- Não use lentes de contato durante esse período; 

- Evitar banhos de sol.