A cor dos olhos do bebê

De que cor serão os olhos do bebê?

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

A cor dos olhos do bebê depende da informação genética que os cromossomos 15 e 19 transmitem. A herança genética que define a cor dos olhos do bebê se transmite não somente de pais para filhos, mas também podem levar em conta a cor dos olhos dos avós. Em termos gerais, a cor dos olhos se herda de uma maneira similar à cor dos cabelos: os genes para as cores mais escuras são os dominantes. 

De acordo com a combinação que é produzida entre esses cromossomos, os olhos da criança serão de uma cor ou de outra, por isso, para ter olhos verdes, os pais do bebê têm que ter algum dos seus cromossomos informação genética da cor verde para transmiti-la ao seu filho. 

Cores puras e mistas para os olhos do bebê

A cor dos olhos depende da estrutura da íris, ou seja, da quantidade de pigmento que contém. Esse pigmento se forma durante os primeiros meses de vida do bebê, e por esse motivo, muitos recém-nascidos podem ter uma cor não definida que parece um azul acinzentado, mas essa cor pode não ser definitiva. 

Ao nascer, o bebê dispõe de pouca matéria colorante, não somente na sua pele, mas também nos seus olhos. Muitos recém-nascidos têm olhos claros (azuis ou verdes), porque a melanina não foi depositada por completo na íris ou não escureceram pela exposição à luz do sol. Progressivamente, à medida que a pigmentação aumenta devido ao crescimento e desenvolvimento do bebê, a cor dos olhos tende a se definir, passando de cinza para marrom, e variando menos do cinza ao azul ou ao verde nos bebê que têm olhos claros. 

Para que o bebê tenha uma cor pura de olhos, todos os genes têm que ser iguais. No caso que existam genes distintos, aparecerá uma cor de olhos mista. Além disso, deve-se levar em conta que a cor marrom é dominante sobre o verde e o azul. 

Mudança da cor nos olhos do bebê 

A mudança na cor dos olhos dos bebês é muito comum. Entre a cor castanha e a cinza, existem muitos tons possíveis, dependendo da melanina depositada na íris e da estrutura do próprio olho. Nos olhos cinza, azuis, verdes ou marrons existem inúmeras matizes de cor que podem dar lugar a outras cores como avelã, castanho escuro, a água marinha e inclusive a violeta. Todas essas tonalidades são singulares e únicas. No entanto, também se observam algumas raridades como a heterocromia (um olho de cada cor) ou os olhos negros (que não é o marrom escuro) devido a uma anomalia chamada aniridia (uma doença que provoca a ausência total de íris). 

A cor definitiva pode ser determinada a partir do primeiro ano de idade, ainda que por volta dos seis meses já possamos ter uma ideia da cor dos olhos do nosso bebê. Se o bebê tem olhos escuros desde os primeiros meses, essa cor será sua cor definitiva, mas em crianças de olhos claros, pode ser que a cor com que nasceram pode persistir ou produzir mudanças de tonalidade, já que até os três anos de idade, os olhos produzem ou guardam melanina que podem modificar a cor inicial. 

A cor dos olhos se deve a fatores genéticos. O mais normal é que se o papai ou mamãe têm uma mesma cor de olhos, seu filho também o tenha dessa cor. A cor mais comum de olhos é marrom e a menos frequente a verde. 

Marisol Nuevo