Como prevenir problemas de visão nas crianças

Como cuidar e proteger a visão das crianças e evitar acidentes

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Dados do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) informam que cerca de 15 milhões de crianças em idade escolar sofrem com problemas como miopia, hipermetropia e astigmatismo, o que interfere diretamente no aprendizado, autoestima e inserção social. Já a Agência Internacional de Prevenção à Cegueira, ligada à Organização Mundial da Saúde (OMS), estima que 33 mil crianças fiquem cegas no Brasil devido às doenças oculares, que podem ser evitadas ou tratadas precocemente. Outro dado relevante: os mesmos estudos confirmam que pelo menos 100 mil crianças tem alguma deficiência visual.

Cuide e proteja os olhos das crianças

Prevenir problemas en la visión nas crianças

Para a Dra. Amaryllis Avakian, Chefe do Setor de Catarata do Hospital das Clinicas, a maioria das disfunções pode ser corrigida, desde que os pais levem seus filhos ao oftalmologista ainda quando pequenos. A visão da criança se desenvolve do nascimento aos sete anos de idade. Qualquer doença ocular nessa fase, se não tratada, pode levar a perda de visão irreversível no olho afetado.

A correção da anormalidade e o restabelecimento da visão tem um prazo curto para ocorrerem: ate os sete anos de idade. Por isso, é necessário prevenir acidentes domésticos nas crianças. “Facas, tesouras e quaisquer outros objetos pontiagudos ou cortantes precisam ser mantidos fora do alcance das crianças. Panelas quentes podem causar queimaduras, produtos de limpeza causam queimaduras e alergias; batidas nos olhos podem provocar perfuração e dano irreversível à visão. É necessária uma observação e prevenção constante para evitar acidentes”, complementa a médica.

E essencial também se atentar ao tempo que as crianças permanecem em frente aos tablets e smartphones. Um estudo da Universidade de Alberta, no Canadá, apontou que, quanto mais telas uma criança tem ao seu redor, pior será para sua saúde ocular, já que seus olhos são prejudicados por causa da exposição prolongada à tela da televisão, smartphone, tablet, notebook ou vídeo game. ”Os acidentes não são os únicos problemas na visão das crianças. É indispensável também que os pais se prestem atenção ao tempo que as crianças permanecem em frente a esses dispositivos eletrônicos que são muito prejudiciais aos olhos.”

Fonte consultada:
- Dra. Amaryllis Avakian. Chefe do Setor de Catarata do Hospital das Clínicas, São Paulo. Membro do corpo clínico do Hospital das Clínicas e do Hospital Sírio Libanês. Formada na Universidade de São Paulo, lá fez sua Residência médica e também sua Pós Graduação.