Como descobrir os problemas de visão nas crianças

Quando os pais podem saber se as crianças têm problemas oculares

Vilma Medina

Vilma Medina

Problemas de visão podem ser descobertos nos primeiros anos de vida da criança. Pais atentos podem identificar  indícios de possíveis doenças oculares nas crianças e corrigi-las antes de maiores prejuízos ao desenvolvimento.

Doenças oculares em crianças são mais difíceis de identificar, já que raramente elas se queixam sobre dificuldades para enxergar. Por isso, é fundamental que os responsáveis se atentem aos sinais que indicam alguma anormalidade, como, por exemplo, os olhos que lacrimejam com frequência, que tem muita sensibilidade à claridade, olhos que não tem o reflexo vermelho da pupila ao tirar uma fotografia ou que necessitam aproximar os objetos dos olhos para enxergar.

Quando a criança tem algum problema ocular

 Problemas de visao nas crianças

Dra. Amaryllis Avakian, médica responsável pela Clínica AACO, explica que esses problemas podem ser evitados com exames oftalmológicos. “É fundamental que as primeiras consultas oftalmológicas da criança ocorram assim que se suspeitar de alguma anormalidade ou aos três e sete anos de idade, por que só assim será possível diagnosticar se ela tem algum problema na visão”, esclarece a especialista.

A médica explica quais são os problemas oculares mais comuns na infância e como podemos identificá-los nas crianças:

Lacrimejamento - Se a criança tem um lacrimejamento excessivo quando é pequena, até por volta dos dois anos de idade, pode significar alguma obstrução no canal lacrimal.

Desvio dos olhos - Antes dos seis meses de idade, é normal que a criança apresente desvios temporários nos olhos. Após dessa idade, pode ser um indicador de estrabismo, que precisa ser corrigido o mais rápido possível, para não prejudicar o desenvolvimento da visão.

Hipermetropia - Muitas vezes o estrabismo pode ser decorrente da hipermetropia, quando a criança não consegue enxergar bem de perto. Esse desvio é para dentro (estrabismo de acomodação), e a correção, na maioria das vezes, acontece com uso de óculos, sem necessitar de cirurgia.

Miopia - Definida como  ‘dificuldade de enxergar de longe’, a miopia dificulta que a criança enxergue a lousa, o que atrapalha seu rendimento escolar. A boa noticia é que ela pode ser evitada antes de se tornar prejudicial: Se a criança esbarra nas coisas, ‘gruda’ na tela para assistir televisao e não reconhece as pessoas de longe, são sinais de miopia, e merecem atenção.

Fonte consultada:
- Dra. Amaryllis Avakian. Chefe do Setor de Catarata do Hospital das Clínicas, São Paulo. Membro do corpo clínico do Hospital das Clínicas e do Hospital Sírio Libanês. Formada na Universidade de São Paulo, lá fez sua Residência médica e também sua Pós Graduação.

Transtornos causados pela televisão nas crianças

Transtornos causados pela televisão nas crianças

Exposição demasiada diante da televisão diminui a capacidade de concentração das crianças. Duas horas por dia diante da tela aumentam o risco de transtornos de atenção.

Dor de cabeça nas crianças

Dor de cabeça nas crianças

A enxaqueca é hoje uma das doenças mais frequentes entre as crianças. As crianças também sentem dores de cabeça. Aproximadamente 10 por cento das crianças que vão à creche ou jardim de infância, e 50 por cento dos que vão ao curso primário, sofrem, ou já sofreram de enxaqueca, dores de cabeça repetidas, acompanhadas de outros sintomas.

Os problemas de visão na infância

Os problemas de visão na infância

A miopia, o astigmatismo e a hipermetropia são os problemas de vista mais comuns em crianças e bebês. Segundo a Academia Americana de Oftalmologia, estes problemas de vista atingem a mais de 20 por cento das crianças em idade escolar.

Crianças e bebês cegos

Crianças e bebês cegos

A educação de uma criança ou bebê cego. O papel da sociedade diante de uma criança que tenha uma deficiência ocular é muito importante para que a criança se sinta integrada, considerada e respeitada. Uma criança com algum impedimento, se for bem atendida, educada, aceita, poderá fazer as mesmas coisas que qualquer outra criança, só que de modo diferente.

A visão de crianças e bebês

A visão de crianças e bebês

Estudos mostram que 20% das crianças necessitam de alguma correção visual. A menor dúvida que seu filho tenha problemas de visão, consulte logo um especialista. Estar atento a qualquer sinal poderá evitar problemas no presente e no futuro. Os especialistas recomendam que a criança passe por um exame ótico com alguma frequência. O ideal seria a cada dois ou três anos, a partir dos 3 anos de idade.

0 comentarios

Ad