O papel dos avós para a criança

O carinho e os ensinamentos que transmiten os avós aos netos

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

O papel dos avós na família está mudando. Um dos problemas mais recorrentes entre os avós e os pais dos seus netos é a aplicação dos limites. Em muitos casos, é muito difícil que ambas as partes cheguem a um consenso. De um lado estão os avós que, diante da sua experiência, não estão de acordo com as ideias dos mais jovens. Por outro lado, estão os pais, que não aceitam intromissões dos avós na educação dos seus filhos.

O que ensinam os avós para a criança

O que os avós ensinam aos netos

Antes, nas famílias, os avós, filhos e netos viviam juntos e os avós intervinham muito na educação dos netos. Hoje em dia muita coisa mudou. Do mesmo modo em que a estrutura familiar evoluiu, os avós também. Grande parte das avós não age como no passado. Normalmente têm uma vida mais agitada e uma vida social mais ativa, estando, ou não, aposentadas. Muitas avós já não estão à disposição dos pais dos seus netos. Cobram mais respeito ao seu tempo e suas necessidades.

Em todo caso, ter avós perto dos seus netos é confortante em todos os sentidos. Ainda que não sejam perfeitos, os avós podem representar muitos papéis:

- Contribuir com sua experiência em momentos de crise familiar, tanto no sentido psicológico como no econômico, se assim for necessário.

- Cuidar das crianças quando os pais não podem fazê-lo. Isso é benéfico para as crianças e para os avós porque se sentirão mais úteis, mais valorizados e importantes. - Contribuir no equilíbrio do tempo na casa dos seus filhos, pegando as crianças na escola, ou ficando com os netos alguma noite quando os pais desejam sair livremente. 

- Transmitir valores familiares e manter o vínculo entre as gerações. As histórias de família e da infância dos pais encantam as crianças e contribuem no seu desenvolvimento psicológico.

- Ajudar na educação, interferindo na comunicação entre pais e filhos, tentando apaziguar os dois lados.

- Apoiar o pai ou a mãe divorciada. Podem suprir com conselhos e nos cuidados na falta de um ou de outro.

- Aprender com seus netos, aproximando-se mais das novas gerações. Aprender a usar o computador, por exemplo.

Distintos papéis para pais e avós

Existe uma diferença clara entre os papéis dos pais e dos avós na relação com as crianças. É natural que, na ausência dos pais, os avós concedam alguns caprichos aos netos e que adotem regras distintas. Na realidade, os avós deveriam se concentrar apenas nos aspectos mais agradáveis como o apoio e o cuidado, ainda que para muitos seja mais difícil. 

De modo geral, o papel dos avós deve ser discreto, e nunca imposto. Eles são avós e não babás.