As crianças que crescem com seus avós são mais felizes

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Crescer junto aos seus avós aporta segurança e felicidade às crianças. Pode parecer uma reflexão muito óbvia, no entanto, um grupo de especialistas da Universidade de Oxford e do Instituto de Educação de Londres confirmou com um estudo para dar credibilidade a essa crença.

Os avós que criam os seus netos contribuem com estabilidade emocional

as-crianças-que-crescem-com-seus-avós-felizes A 

Vários estudos apóiam a idéia de que para as crianças é muito bom e benéfico crescer com seus avós. Por um lado, especialistas do Reino Unido realizaram uma pesquisa baseada no estudo e análise de mais de 1.600 crianças entre 11 e 16 anos. Nele se trata de medir a felicidade das crianças, tanto das que viviam junto aos seus avós como aquelas que eram criadas sem eles. 

O estudo concluiu que ‘as relações próximas entre avós e netos servem para amortizar os efeitos adversos da vida, como a separação dos pais, porque essas relações acalmam as crianças e lhes dão segurança’. O estudo também mostra que os avós podem gerar estabilidade emocional nas crianças e têm um papel decisivo nos momentos de adversidade familiar, já que ajudam nesses momentos de estresse na família. 

Este não é o único estudo. Outro realizado pelo Institute for Fiscal Studies and the Nuffield Foundation mostra que os avós que criam aos seus netos durante seus primeiros anos de vida lhes dão segurança emocional

O auge dos avós cangurus 

Nos últimos anos têm aumentado o número de crianças criadas pelos seus avós, em detrimento das crianças que vão à escola infantil desde as suas primeiras etapas. Este aumento tem sido ainda mais notável em famílias de classe média. As razões podem ser duas:  

- Econômicas: a crise econômica ou salários baixos faz com que muitos pais dependam dos seus pais para que cuidem dos seus filhos enquanto trabalham. 

- Pessoais: preferem que os seus filhos sejam cuidados por um familiar direto e cresça rodeado de maior atenção e um carinho próximo, com pessoas em que possam confiar plenamente. 

Alba Caraballo

Editora de GuiaInfantil.com