Avós: ajudam a criar ou deixam netos malcriados?

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Os avós... Como são importantes na educação das crianças! É possível que tenham sido pais exigentes, duros ou autoritários, mas na sua velhice a gente percebe uma mudança na sua personalidade e se tornam pacientes, tranquilos e permissivos no trato com seus netos. 

Homens que nunca trocaram fraldas, agora são avôs especialistas em tirar e colocar. Mulheres que estiveram mais preocupadas com as prioridades da casa e do cuidado com os filhos agora deixam as tarefas sem fazer para brincar com os seus netos. São bons avós para seus netos

Coisas boas dos avós

avós-ajudam-a-criar-ou-netos-malcriados A 

No meu caso, eu tenho que dizer que fui muito afortunada. Tanto meus sogros como minha mãe são excelentes avós. Adoram os seus netos e se desmancham por eles. Cuidam deles nas férias, pegam na escola quando eu não posso e sempre estão ali para dar uma mãozinha. Eles amam meus filhos e eles percebem isso, tanto é assim que passam o dia pedindo para ver aos avós. O que eu faria sem eles! 

Os avós podem fazer muito bem aos seus netos:

- Por ter mais paciência e tempo que muitos pais podem transmitir-lhes uma grande tranquilidade. O dia a dia dos pais é muito corrido e estressante pela vida e não temos espaço para os detalhes. 

- Podem transmitir-lhes grandes experiências e conhecimentos que os netos guardarão para sempre. 

- Lhes dão carinho, amor e mimos, valores que se traduzirão no bem estar para a criança. 

Coisas ruins dos avós 

Os avós não são perfeitos. Assim como os pais, eles se equivocam, e, além do mais, todos nós sabemos que existem avós que se desdobram pelos seus netos e outros despreocupados, autoritários e ausentes no seu dia a dia. Em todo o caso, uma das principais queixas dos pais em relação aos avós é sua extraordinária capacidade de tornar filhos malcriados. 

Os pais impõem normas como: ‘não coloque o bebê para dormir nos braços’, ‘não dê a ele de comer, ele já sabe fazer sozinho’, ‘deixe que coloque o tênis, ele já sabe’, ‘não dê a ele tantos presentes’, e quando você dá as costas, eles já deram de comer à criança, colocado seus tênis para passear na rua uma criança de 5 anos! Já colocaram a criança para dormir nos braços e todos os dias eles têm um presentinho novo para ela. Não há quem consiga lutar contra a rebeldia dos avós

Quando a criança chega a casa ela quer que lhe dê de comer ou que a vista, e você já investiu muito tempo e esforço para ensiná-la a ser autônoma. Lutar contra essas ‘pequenas licenças’ dos adultos é, às vezes, uma batalha perdida. É, portanto um feito que os pais criam e os avós ‘estragam’. É possível que quando a gente se torne avô ou avó sejamos da mesma forma. 

Em todo o caso, se colocarmos na balança as coisas negativas e as positivas de um avô ou avó, não há como comparar e imaginar a nossa vida sem eles! 

Alba Caraballo

Editora de GuiaInfantil.com