Os novos pais buscam nomes pouco comuns para os seus bebês

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Cada vez é mais frequente que os pais busquem nomes pouco frequentes para os seus filhos. Aquilo de chamar aos filhos de Ana, Maria, Davi ou Jorge já não é tão atrativo para alguns papais e mamães que buscam nomes originais que nunca ninguém tenha escutado ou que nenhuma pessoa conhecida o leve. 

As gerações anteriores optaram pelo tradicional e planejavam colocar um nome no seu filho que fosse bonito, que tivesse uma boa sonoridade e um significado forte, além, é claro de alguém muito querido na família

Nomes pouco comuns para os bebês no século XXI

os-novos-pais-buscam-nomes-pouco-comuns A

Os novos pais ficam chateados com nomes clássicos e existe uma corrente que cresce pouco a pouco de pais que optam em fugir do tradicional e escolhem nomes raros ou bem diferentes. A idéia é que o seu bebê seja único ou que poucas pessoas tenham o mesmo nome.

Os especialistas dizem que a Internet é um dos principais ‘culpados’ dessa nova tendência. Os pais têm acesso às páginas de busca de nomes, dicionários online do significado dos nomes, nomes pouco frequentes, nomes raros, nomes estrangeiros, nomes de personagens de filmes, etc. A oferta é tanta que se torna muito atraente encontrar esse nome original que distinga o seu filho do restante. 

Com certeza que na sala de aula do seu filho ou da sua filha existam crianças com nomes que nunca você tenha escutado. Eu poderia citar muitos desses nomes. Inclusive eu mesma fui um desses casos, já que o meu nome, Alba, na época ninguém conhecia quando eu era pequena (já faz muito tempo, eu sei) e provocava muita estranheza. Tanto é assim que decidi numa fase me chamar Laura, para que ninguém voltasse a me dizer: ‘que nome tão estranho’.  

É uma tendência mundial. No Reino Unido, de acordo com o The Telegraph, nomes como Zebedeo ou Thor se tornaram mais populares do que Gordon. Nos Estados Unidos, nomes como Atticus foi um dos mais escutados nos últimos tempos. 

As séries televisivas e o cinema também influenciam na escolha de nomes pelos pais, tanto é assim que já existem bebês com o nome de Daenerys, Tyrion, Jorah ou Sandor em homenagem ao Game of Thrones, além do nome Bella, que surgiu com força porque suas mães ficaram enamoradas do personagem que se apaixonava por um vampiro da série Eclipse. 

As celebridades também têm contribuído para normalizar essa situação. Tanto é assim que Shakira escolheu para o seu primeiro filho, Milan. Gwyneth Paltrow escolheu Apple para a sua filha e Christina Aguilera tem uma filha chamada Summer Rain. 

Será que Patrícia, João ou José são nomes que já passaram de moda? Será que, dentro de alguns anos, essa nova tendência fará com que nossos netos ou bisnetos se chamem Zuriel, Theon, Jorah ou Haik dentro de alguns anos? A aposta está feita. 

Alba Caraballo

Editora de GuiaInfantil.com