De olho nos instrumentos de música que seus filhos utilizam

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Quando decidi matricular minha filha na escola de música, fiz consciente que a música contribui com muitos benefícios à comunicação e expressão emocional da criança. Após três anos só com linguagem musical, minha filha teve que escolher um instrumento. Escolheu o piano e menos mal porque agora os dados de um estudo revelam que os instrumentos, especialmente os de sopro, podem representar um risco para a saúde das crianças. 

Cada criança com seu instrumento musical 

Segundo os resultados do estudo feito pela Academia Americana de Odontologia Geral (AGD), foi detectada tanto em instrumentos de metal como os de madeira, geralmente já usados ou emprestados, a presença de bactérias que se associam a doenças infecciosas e alérgicas importantes como a asma infantil. Foi comprovado que esses instrumentos podem hospedar diferentes tipos de fungos e bactérias. 

Os resultados do estudo, publicados na revista ‘General Dentistry’, vem ressaltar a importância que se deve ter com a higiene dos instrumentos musicais. Se não são limpos de forma adequada, as bactérias e os fungos podem crescer durante semanas e inclusive meses após o último uso. No estudo foram analisadas 117 partes de 13 instrumentos diferentes de uma banda de instituto, incluindo bocal, boquilhas, zonas de contato e partes internas. Seis desses instrumentos haviam sido tocados por uma semana, e os outros sete já tinha mais de um mês sem uso. Através das análises feitas nesses instrumentos, foram detectadas um total de 442 bactérias diferentes, muitas da família das “staphylococcus”, as que podem causar fortes infecções. Também foram encontradas 58 mostras de mofos e 19 de leveduras, que em geral causam infecções na pele, especialmente ao redor da boca e os lábios.

Muitas vezes nós os pais, não percebemos os riscos que podem representar para nossos filhos, o compartilhar da boquilha de instrumentos como são as cornetas, a flauta, a gaita e outros, com outras pessoas. O melhor mesmo seria que cada criança tivesse seu próprio instrumento, e no caso que seja emprestado, que insistíssemos na sua limpeza correta. De qualquer forma, de um modo ou de outro, os instrumentos devem ser limpos após cada uso para evitar ou reduzir a presença de micro-organismos. Além disso, a limpeza não deve se limitar à boquilha. As bactérias se espalham por todo o instrumento. Para isso existem lenços higiênicos e soluções específicas para a limpeza dos instrumentos. 

Vilma Medina

Diretora de GuiaInfantil.com

Puedes leer más artículos similares a De olho nos instrumentos de música que seus filhos utilizam, en la categoría de Lazer en Guiainfantil.com Brasil.