Evite o álcool na gravidez

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

O álcool durante a gravidez é muito prejudicial porque é uma das causas mais frequentes de atraso mental no bebê. No entanto, tenho a impressão de que muitas mulheres ainda desconhecem os efeitos adversos que um ‘copinho’ pode causar no bebê durante o seu desenvolvimento na gravidez porque os dados produzem calafrios. Recente pesquisa mostra que 25% das gestantes na Espanha bebem álcool, na Holanda de 35 a 50% e mais ainda no Reino Unido e na Irlanda. 

Na gravidez, nem uma gota de álcool

evite-o-álcool-na-gravidez A

A celebração do Dia Mundial da Síndrome do Alcoolismo Fetal (SAF) mostra que essa síndrome afeta 1% dos recém-nascidos na Europa e é a principal causa de atraso mental e de más formações no bebê, e inclusive pode causar a morte fetal. Também podem produzir em menor ou maior medida alterações no desenvolvimento da criança, entre elas complicações físicas, psíquicas, comportamentais e alterações no aprendizado. Para continuar com as estatísticas, as crianças que nascem com Síndrome do Alcoolismo Fetal sofrem atraso mental em 90% dos casos, fracasso escolar em 60% e alteração de comportamento também em 60%. 

Calcula-se que a Síndrome do Alcoolismo Fetal (SAF) que os bebês sofrem quando expostos ao álcool durante o período pré-natal afeta 1% dos recém-nascidos na Europa e é a principal causa de atraso mental e más formações no bebê. Inclusive pode causar a morte fetal, ainda que o grau de afetação é totalmente individualizado porque cada mulher tem uma forma distinta de metabolizar o álcool, e, portanto, em cada bebê de cada gestante pode ter um efeito distinto. 

Sendo assim, o Transtorno do Espectro Alcoólico Fetal pode dar lugar a bebês com más formações de diferentes espécies que vão desde características faciais anormais até lesões irreversíveis físicas e mentais para o resto da vida. Devido o desconhecimento pela ciência de qual a quantidade de álcool que pode ser consumido na gravidez, já que em cada mulher pode ter um efeito diferente, a melhor recomendação para todas as gestantes é de não beber nenhuma gota de álcool durante sua gestação, já que este mal pode ser eliminado por completo eliminando o seu consumo durante a gravidez. 

Marisol Nuevo