As travessuras e aventuras de um bebê pela casa. Que perigo!

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Quando os bebês começam a engatinhar ou a caminhar é uma alegria para os pais, mas também uma preocupação. Os pais vão precisar de vigilância contínua. Os bebês não têm medo de nada, perambulam por toda a casa, querem pegar tudo o que vêem pela frente, e muitas das suas travessuras podem significar um risco para a sua saúde.  

Se você tiver um bebê nessa etapa, e já sabe que ele não está dormindo e a casa está em silêncio... Corra! Pode ser que esteja fazendo alguma travessura...

Bebês curiosos e aventureiros

as-travessuras-aventuras-do-bebê-pela-casa A

Quando minha filha começou a engatinhar, nossa casa mudou de aspecto. Parecia um campo de guerra! Colocamos protetores por toda a casa para evitar possíveis quedas e outros acidentes. A palavra que mais se ouvia era: prevenção! Compramos protetores para as tomadas, nas esquinas dos móveis, tela de proteção nas janelas. Todos os dias a gente ouve nos noticiários sobre acidentes com crianças que a gente acaba se contagiando pelo medo, não é verdade? 

Eu me lembro perfeitamente que quando ela começou a engatinhar, ela adorava as mudanças. O que mais ela gostava era de explorar os armários da parte de baixo da cozinha, onde guardávamos os biscoitos, batatas fritas, algumas latas... E levava os pacotes de um lado para o outro. Um dia descobri um arsenal de alimentos debaixo do seu berço! Outras vezes, ela se dedicava a abrir as gavetas do armário da sala e se vestir com as toalhas, guardanapos e outros panos. Ela também adorava brincar com os rolos de papel higiênico e levá-los por toda a casa.

Nunca deixe o seu bebê sozinho

Com certeza, essas situações são familiares para você, não é verdade? Seria bom que a gente pudesse ficar da altura deles para saber como eles vêem a casa. Com certeza as escadas seriam ‘montanhas’ que convidam a subir, que é mais fácil para eles pintarem a parede do que um papel, e que os objetos pontiagudos são muito mais interessantes que seus bonecos. Sem se deixar levar pelo medo, está claro que a sua casa pode se transformar em um labirinto cheio de perigos para o bebê. O que fazer? Nesse caso, mais do que nunca, vale o ditado: melhor é prevenir do que remediar, com umas regras simples: 

1. Nunca deixe o seu bebê sozinho.

2. Não deixe de colocar os protetores nos móveis, portas, gavetas, cozinha, escadas, etc..

3. Evite colocar objetos perigosos como produtos de limpeza, facas, medicamentos, sacolas plásticas, para evitar queimaduras, intoxicações, asfixias ao alcance dos pequenos. 

4. Feche sempre as portas da cozinha e do banheiro.

Vilma Medina

Diretora de GuiaInfantil.com