As travessuras das crianças

Vilma Medina

Vilma Medina

Basta apenas um segundo de distração para que as crianças aprontem travessuras e confusões em casa. Quantas vezes, quando os pais estão distraídos ou concentrados nas suas tarefas, o nosso pequeno aproveita para aprontar as suas! 

Se o nosso filho se libera por alguns minutos do nosso cuidado e se sente livre para aprontar suas peripécias pela casa, a gente começa a tremer! Porque com certeza um ataque avassalador está para acontecer e a criança está pensando que travessuras está com vontade de aprontar. 

As travessuras das crianças

as-travessuras-das-crianças A 

Ontem mesmo, enquanto estendia as roupas, havia um silencio suspeitoso em casa. Meu pequeno, de dois anos, em um impulso subiu num banco para pegar sua colônia infantil e o frasco se esvaziou todo na sua roupa. Não contente com isso, se dirigiu ao quarto dos pais para pegar o creme facial da mamãe, o mais caro! Acabou com meu caríssimo creme de caviar esfregando-o no rosto e nos cabelos. Tudo ia maravilhosamente bem até que o creme caiu nos seus olhinhos e começou a chorar. Socorri meu pequeno correndo, mas ao vê-lo não pude conter o riso. Parecia que tinha metido a sua carinha em uma torta de creme. O resultado da sua travessura: um olhinho irritado e uma pele lisa e hidratada. 

Enquanto ele se lavava, mostrava-se muito arrependido, e quando lhe disse: “Pablo, você fez muito mal, isso não se faz”, ele respondeu envergonhado: “Tá bom”. Nossos pequenos são seres maravilhosos e inquietos que necessitam de cem olhos e algumas legiões de anjos da guarda. A infância é uma idade perigosa, a falta de controle sobre o seu próprio corpo, a falta de experiência e prudência, unida à sua busca natural pela autonomia, formam um coquetel explosivo perigoso, por isso devemos aplicar constantemente as medidas de segurança em casa, sobretudo quando ainda não tomaram consciência dos muitos perigos que suas travessuras podem acarretar. 

Como não somos perfeitos e muitas vezes falhamos nos cuidados dos nossos filhos, seja pela correria ou cansaço, é sempre bom ter em casa um Kit de primeiros socorros para essas ocasiões. 

Objetos cotidianos e normais para a gente podem implicar em riscos para nossos filhos que nem sequer suspeitamos. As crianças pequenas parecem ser magníficas e engenheiras fenomenais que podem construir armas para se machucarem com grande facilidade, pelo menos até que se tornem mais prudentes. Com certeza que vocês também guardam na sua memória algumas travessuras dos seus filhos. Eu os convido para compartilharem com os outros amigos de Guiainfantil. Com certeza haverá proezas difíceis de serem superadas e impossíveis de suspeitas. Os pais devem estar constantemente alertas para evitarem acidentes, enquanto damos aos nossos filhos uma liberdade vigiada para controlar suas pequenas travessuras. 

Patro Gabaldón

Uma casa segura para os bebês e as crianças

Uma casa segura para os bebês e as crianças

A segurança das crianças começa dentro do lar. A ocorrência de acidentes domésticos é um ponto a se atentar. O interior dos lares é onde se registra o maior número de lesões, principalmente nos períodos de férias ou feriados. Como ter uma casa segura para bebês e crianças.

Como ajudar as crianças a resolverem seus conflitos

Como ajudar as crianças a resolverem seus conflitos

Toda criança já vivenciou alguma circunstância, especialmente com os irmãos ou na escola, em que tentou se defender e terminou com sentimentos de impotência, angústia ou incompreensão e talvez não estivesse preparada para enfrentar essas brigas ou mal-entendidos.

Maltrato infantil. Como saber quando a criança está sendo maltratada

Maltrato infantil. Como saber quando a criança está sendo maltratada

É importante esclarecer o que se entende por maltrato infantil. Em resumo, seria toda ação (seja física, emocional ou sexual) ou omissão, que os pais ou cuidadores, de maneira intencionada, exercem sobre a criança e provocam nela um dano físico ou psicológico. Como saber se o seu filho está sendo maltratado.

A intimidade das crianças

A intimidade das crianças

Entre os 11 e 13 anos nossos filhos vão começar a reclamar por maior intimidade, vão preferir tomar banho e se vestir sozinhos e encontrar espaços onde escutar suas músicas, ler ou deitar para pensar. Saiba como ajudar seu filho a desenvolver autonomia e respeitar seus espaços.

Crianças autônomas e independentes

Crianças autônomas e independentes

É uma tarefa difícil, mas já sabemos que tudo a gente pode aprender e, portanto, tudo se ensina. Para que nossos filhos sejam independentes e desenvolvam certa autonomia em suas vidas, devemos educá-los para isso.

0 comentarios