Como limpar os ouvidos do seu bebê

Vilma Medina

Vilma Medina

Alguma vez você tentou limpar os ouvidos do seu bebê com alguma haste flexível de algodão? Pois se alguma vez você tentou, não deveria repeti-lo. Não é necessário limpar os ouvidos do bebê. A cera que se forma na cavidade dos ouvidos do pequeno tem a função de proteger o canal externo contra elementos estranhos como a poeira, a umidade e as bactérias, e por isso essa cera não deve ser retirada. A única coisa que se pode limpar é a parte externa dos ouvidos, cuidadosamente, e durante o banho.

O que se deve limpar nos ouvidos do bebê

como-limpar-os-ouvidos-do-seu-bebê A 

Os ouvidos dos bebês, principalmente os recém-nascidos, são muito delicados. Pode produzir um pouco de cerume (cera), uma substância pegajosa de cor amarelada, mas não quer dizer que o ouvido esteja sujo. A única coisa que a mãe pode limpar é a parte externa dos ouvidos e nada mais. Ainda assim, deve fazê-lo com muito cuidado, de preferência durante o banho, utilizando uma toalhinha, pano úmido ou hastes flexíveis de algodão, sempre com movimentos para fora. Em caso algum a mãe deve utilizar palitos, grampo, ponta de lápis ou qualquer outro objeto pontiagudo. Jamais se deve tentar tirar a cera do ouvido do bebê introduzindo algum objeto, nem sequer os bastonetes flexíveis de algodão. 

Se tentarem tirar a cera do ouvido do bebê, pode ser que isso cause efeito contrário. Ao invés de tirar a cera, pode ser que você acabe empurrando-a para dentro do ouvido. Além disso, se você introduzir algum objeto pontiagudo correrá o risco de causar danos ao tímpano, com um simples movimento inesperado do bebê. Na revisão médica de rotina, o pediatra também comprovará o estado dos ouvidos do bebê.

A mãe ou o pai, na hora do banho do bebê, também devem observar alguns detalhes. Se observarem que a consistência da cera é fina e amarelada, como deve ser, não há problema. Mas, se notarem que a substância muda e varia a sua cor e textura, deve-se procurar o pediatra, sem tentar tirá-la. Somente ele poderá dizer se existe algum problema, ou diagnosticar uma possível otite infantil

Também se deve levar o bebê ao pediatra se notar que o pequeno se queixa de dor ou coceira, ou se escuta um apito ou zumbido no seu ouvido. Além disso, existem bebês que por um catarro, gripe ou outra infecção, apresenta uma secreção estranha o ouvido e isso também é razão suficiente para levá-lo ao médico. 

Vilma Medina

Diretora de GuiaInfantil.com

Otite em bebés e crianças

Otite em bebés e crianças

Otite é a causa da dor de ouvido em crianças e bebês. A otite é uma inflamação do ouvido médio (espaço atrás do tímpano), muito frequente durante a infância, principalmente em crianças menores de 3 anos de idade, que vão à creche e que acumularam mucosidade em consequência de um catarro.

Como prevenir a surdez em bebês e crianças

Como prevenir a surdez em bebês e crianças

Um dos primeiros exames que os bebês fazem ao nascer é o de audição, para detectar se o bebê pode ouvir. No entanto, os pais são os primeiros que podem detectar um problema de audição no seu filho, observando suas reações aos ruídos.

Os grandes inimigos do ouvido das crianças

Os grandes inimigos do ouvido das crianças

Sem dúvida alguma, o ouvido das crianças é muito mais sensível que de um adulto. Existem algumas crianças que têm mais propensão para sofrer incômodos no ouvido. Por um simples resfriado ou umidade acabam pegando uma otite ou uma inflamação do canal auditivo.

Corpos estranhos no olho, nariz ou orelha da criança

Corpos estranhos no olho, nariz ou orelha da criança

As crianças podem meter qualquer coisa, uma folha, uma migalha de pão ou uma simples bolinha pelo seu nariz ou orelha. Muitas vezes é algo acidental como acontecem com os cílios, os insetos ou o pólen de uma flor, mas em outras vezes acontece através da curiosidade.

0 comentarios