Os perigos do uso de fones de ouvido nas crianças

Como evitar que o uso de fones de ouvido provoque perda de audição

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Cada vez é mais comum e em idades mais precoces que as crianças utilizem os fones de ouvido para escutar música ou para brincar ou jogar. O que desconhecemos é que esses hábitos cada vez mais cotidianos podem prejudicar a saúde auditiva dos pequeninos. 

O uso desse tipo de dispositivo pessoal como reprodutores de Mp3, Ipod ou smartphones pode ter um custo altíssimo em quem utiliza em níveis prejudiciais e durante um tempo muito prolongado. 

Por que o uso de fones de ouvido é perigoso para as crianças

os-perigos-do-uso-de-fones-ouvido A 

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), as práticas auditivas prejudiciais estão provocando perdas da audição incapacitantes em mais de 43 milhões de pessoas em todo o mundo entre 12 e 35 anos. 

Além disso, o uso dos fones de ouvido de modo incorreto pode chegar a alterar a capacidade de aprendizagem, de memória e de retenção das crianças, além do seu isolamento social. 

6 conselhos para evitar que o uso de fones de ouvido afete a saúde das crianças 

Para melhorar o dano que esses aparelhos causam aos ouvidos das crianças, a OMS (Organização Mundial da Saúde) recomenda: 

1. Volume baixo: Manter um volume baixo sem superar 60% do volume máximo dos aparelhos de áudio pessoais. 

2. O tipo de fones de ouvido: Utilizar fones de ouvido que se ajustem bem ao ouvido das crianças e permitam isolar o ruído do ambiente para poder escutar com clareza sem necessidade de elevar o volume do dispositivo. 

3. Tempo de utilização: Limitar o tempo diário de utilização dos aparelhos de áudio pessoais a menos de uma hora por dia a um volume baixo. 

4. Tampões: Também se recomenda o uso de tampões para os ouvidos quando as crianças vão estar expostas a um ruído muito excessivo. 

5. Utilizar fones de ouvido que não sejam introduzidos no ouvido, já que são menos agressivos por não estar em contato direto com o pavilhão auditivo. 

6. Revisões auditivas: Realizar revisões auditivas periódicas para detectar o possível aparecimento de uma possível perda de audição numa etapa inicial

Cristina González Hernando

Redatora de Guiainfantil.com