Quando você sai de carro com seus filhos, você fuma?

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Não devemos fumar nem na frente nem ao lado dos nossos filhos. Além de fazer danos à sua saúde, estamos dando mal exemplo quanto aos hábitos e costumes. Se você fuma com seus filhos ao lado, seguramente eles te imitarão quando forem mais velhos. É importante sempre darmos bons exemplos aos nossos filhos para que não nos queixemos futuramente. Alguns estudos revelam que uma grande quantidade de pais fuma quando saem de carro com seus filhos. É como fechá-los dentro de uma bolha e enchê-la de fumaça. Você pode imaginar o que seus filhos podem estar respirando quando seus pais os levam à escola ou durante uma viagem? 

A saúde das crianças em primeiro lugar

Sempre pensei que as crianças não têm porque respirar a fumaça do cigarro que seus pais fumam ou quem esteja com eles, seja no carro, na sala de casa ou enquanto eles brincam num parque público. Há pouco tempo, o Parlamento Britânico deu luz verde para a proibição de fumar nos carros com crianças, uma das leis mais restritivas da Europa. O que se pretende é melhorar a saúde de milhares de crianças, já que a fumaça do cigarro é 23 vezes mais tóxica no interior dos veículos do que em um bar. 

As crianças e os idosos, de acordo com a Associação Médica Britânica (BMA), são os fumantes passivos mais expostos ao coquetel tóxico que se forma da combinação da fumaça dos cigarros com os produtos químicos que estão presentes no interior dos veículos. 

Será que os pais que fumam na presença dos seus filhos não percebem o mal que estão fazendo a eles? Muitas vezes, quando estou a caminho do trabalho, cruzo com pais que fumam enquanto carregam seu bebê recém-nascido no carrinho. Confesso que isso ainda me choca, primeiramente pelo mal que isso faz ao pequeno e depois pela falta de consciência dos pais. Penso que é uma situação incompreensível. Isso me faz pensar que parece justa e oportuna essa medida, ainda que me invada algumas perguntas: ‘como será aplicada?’ ou ‘de que forma será controlada?’ Suponho que primeiramente sejam divulgadas através de campanhas de conscientização, ainda que saibamos e conheçamos de sobra os efeitos da fumaça do cigarro para as crianças. 

Muitas das infecções do peito, das crises de asma e dos casos da chamada Síndrome da morte súbita, estão vinculadas à inalação de fumaça procedente dos cigarros que os outros fumam. A fumaça pode ser até trinta vezes mais tóxicas quando respirada em locais fechados. Sendo assim, já está na hora dos pais que continuam fumando ao lado dos seus filhos se conscientizem de que a saúde dos seus filhos é de sua inteira responsabilidade.

Vilma Medina

Diretora de GuiaInfantil.com