A história do Carnaval para as crianças

Por que se celebra o Carnaval? O verdadeiro significado dessa celebração

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Por que se comemora o Carnaval? O que realmente se comemora nessa data tão esperada? Em ocasiões, no afã de festejar esta divertida festa, a gente se esquece do verdadeiro significado da celebração dos carnavais em todo o mundo. 

O Carnaval se tornou numa das festas mais internacionais, uma vez que tem se estendido facilmente por todo o planeta, conquistando os corações dos povos durante gerações. Sua característica comum é a de ser um período de permissividade e certo descontrole. 

Breve história do Carnaval para ser contada para as crianças

a-história-do-carnaval-para-crianças A 

Encanto, fantasias, cores, maquiagens, máscaras, bailes, danças, canções e muita diversão, e, além disso, os desfiles de Carnaval. Tudo isso marca o caráter da festa, mas por que as pessoas se fantasiam durante o Carnaval? Guiainfantil explica as origens do Carnaval para tirar todo tipo de dúvidas sobre esta divertida festa. 

O Carnaval está associado principalmente com o catolicismo e em menor medida aos cristãos ortodoxos orientais; as culturas protestantes não podem celebrar o carnaval ou têm tradições modificadas. 

As origens do Carnaval no mundo 

As verdadeiras origens do Carnaval ainda são uma incógnita. Não há como comprovar cientificamente onde e quando nasceu o Carnaval. 

Os estudos estimam que as primeiras celebrações, que mais tarde tomariam o nome de Carnaval se realizaram anos antes do nascimento de Cristo e tem sua origem nas festas relacionadas com a agricultura. Parece ser que os camponeses se reuniam no verão com os rostos mascarados e os corpos totalmente pintados ao redor de uma fogueira para celebrar a fertilidade e a produtividade do solo e para afastar os espíritos maus da colheita. 

A primeira celebração carnavalesca se localiza no Egito. A festa não era nada mais que danças, cânticos e os participantes usavam máscaras como símbolo da inexistência de classes sociais. 

Depois a tradição se estendeu até a Grécia. Ali, por volta do século VI A.C. existia o costume de passear um barco com rodas (carrus navalis) onde as pessoas dançavam todo tipo de danças. 

Em Roma foram realizadas numerosas festas pagãs em torno do deus Baco, o deus do vinho, que contam com mais de 5.000 anos de antiguidade. 

Ambas as cerimônias tinham um ponto em comum. Estavam associadas a fenômenos espirituais, astronômicos e a ciclos naturais. Mesmo assim se manifestavam através de expressões como a dança, os cânticos, a sátira, as máscaras e a desordem. Numa sociedade com tantas diferenças sociais, as festas supriam a necessidade de liberdade para todos. Ricos e pobres se misturavam durante o carnaval, sem se reconhecerem embaixo da tela e das máscaras da fantasia

O Carnaval, a festa mais internacional

Rapidamente o carnaval chegou a Veneza, e dali foi-se espalhando por todo o mundo. Pouco a pouco foi moldando suas características dependendo dos costumes próprios de cada país. Cada cidade foi incorporando os hábitos próprios da sua cultura. Mas, em geral, o carnaval se define através de máscaras, fantasias, carros alegóricos, desfiles e danças, algo comum em todas as celebrações independente do lugar em que aconteça. 

De fato, atualmente o carnaval de Veneza é um dos mais conhecidos na Europa. A tradição começou quando a nobreza começou a se disfarçar para sair e se misturar com o povo. As máscaras são elementos essenciais do carnaval de Veneza. 

Desde então essa tradição tem continuado e se expandindo pela Europa e mais tarde pela América Latina graças aos navegantes espanhóis e portugueses, a partir do século XV. 

Um dos lugares do mundo onde o Carnaval tem mais fama é o Brasil, onde inúmeras cidades se enchem de gente nas ruas para se renderem ao samba, ao axé, ao frevo e muitos outros ritmos. No Rio de Janeiro, os desfiles das escolas de samba são conhecidos em todo o mundo e muitos artistas famosos pousam na cidade para ver o maior desfile de rua de todo o mundo, com fantasias luxuosas e enredos e histórias que deixam todos encantados. De acordo com o Guiness Book (Livro dos Recordes) o carnaval do Rio de Janeiro é a celebração de carnaval maior de todo o mundo. Outros carnavais internacionalmente conhecidos são os de Barranquilla (Colômbia), Oruro (Bolívia), Veneza (Itália), Veracruz e Mazatlán (México) e Cádiz e Tenerife (Espanha). 

Antes de qualquer coisa os carnavais buscam puro entretenimento e diversão... Muita diversão!