As coelhinhas que não sabiam respeitar. Conto para crianças

Conto infantil com moral da história e exercícios para compreensão da leitura

Vilma Medina

Vilma Medina

Os contos são fantásticos transmissores de valores. A gente pode utilizá-los para trabalhar um valor determinado com as crianças. Neste caso, o valor do respeito

Neste conto, ‘As coelhinhas que não sabiam respeitar’, as crianças se darão conta de que a falta de respeito e as zombarias com os outros podem provocar feridas inesquecíveis. 

As coelhinhas que não sabiam respeitar. Conto sobre o respeito para as crianças

as-coelhinhas-que-não-sabiam-respeitar A

Havia uma vez um coelho que se chamava Serapio. Ele vivia no mais alto de uma montanha com suas netas Serafina e Séfora. Serapio era um bom coelho e muito respeitoso com todos os animais da montanha e por isso todos o apreciavam muito. Mas, suas netas eram diferentes: não sabiam o que era o respeito aos demais. Serapio sempre pedia desculpas pelo que elas faziam. Cada vez que elas saiam para passear, Serafina zombava: ‘Olha, como essa ovelha é feia e olha o nariz do touro, que esquisito’. Sim, vejam como são feios, respondia Séfora diante dos outros animaizinhos. E assim iam caminhando e zombando dos outros, todos os dias. 

Um dia, o avô, cansado do mau comportamento das suas netas (que por mais que ensinasse, elas não se corrigiam), pensou em algo para fazê-las entender e lhes disse: ‘Vamos praticar um jogo onde cada uma de vocês terá um caderno. No caderno elas deveriam escrever a palavra ‘desculpas’ toda vez que faltassem o respeito com alguém. Ganharia quem escrevesse menos essa palavra. 

'Está bem, vovô, vamos brincar’, responderam ao mesmo tempo. Quando Séfora faltava com o respeito a alguém, Serafina lhe fazia lembrar o jogo e ela tinha que escrever no seu caderno a palavra ‘desculpas’ (porque assim Séfora teria mais palavras e perderia o jogo). Da mesma forma Séfora lhe fazia recordar a Serafina quando ela faltava com o respeito com alguém. Os dias passaram e já cansadas de escrever, as duas começaram a conversar: ‘não seria melhor que a gente não faltasse com o respeito com os outros, assim a gente não teria que escrever tantas ‘desculpas’. 

Chegou o momento em que Serapio teve que felicitar a ambas porque já não tinham queixas dos vizinhos. Então, ele pediu que as coelhinhas apagassem pouco a pouco tudo o que tinham escrito até que seus cadernos ficassem como antes. As coelhinhas ficaram muito tristes porque viram que era impossível que as folhas do caderno ficassem como antes. Então elas contaram isso ao avô e ele disse a elas: ‘Do mesmo modo fica o coração de uma pessoa quando faltamos o respeito com ela. Fica marcado, e por mais que peçamos desculpas, as marcas não se apagam por completo. Por isso, é bom que vocês se lembrem que devemos respeitar aos outros, assim como a gente gostaria que respeitassem a gente’. 

Perguntas de compreensão da leitura sobre o conto 

1. Responda 'V' se a afirmação for Verdadeira e ‘F’ se for Falsa: 

- Serapio era o papai de Serafina e Séfora

- Pedir desculpas soluciona tudo, e por isso não é importante aprender a respeitar 

- Só devemos respeitar aos nossos pais e professores 

- Devemos tratar aos outros como quiséssemos que nos tratassem a nós 

2. Descreva os personagens com adjetivos: 

- Serapio

- Serafina e Séfora 

3. O que significa ‘Respeitar aos outros’? 

4. Lembre alguma vez em que você percebeu que alguém lhe faltou com o respeito (pode ser alguma vez em que alguém zombou de você por alguma coisa). Como você se sentiu naquele momento?  

5. Sublinhe as palavras que você não conhece, busque-as em um dicionário e tente utilizá-las quando estiver conversando com seus papais e professores. 

Conto enviado por Decxy Araque, Venezuela

Educar a criança com valores. O respeito à Diversidade

Educar a criança com valores. O respeito à Diversidade

Respeito às diferenças ou diversidade. Educar com valores. As crianças devem aprender a respeitar as diferenças desde pequeninas. O exemplo dos pais é fundamental no ensino de valores à criança. Ela deve ser educada e protegida contra todas as práticas que possam incentivar a discriminação.

Educar a criança com valores. A Tolerância

Educar a criança com valores. A Tolerância

Ser tolerante é aceitar e admitir a diferença ou a diversidade, é respeitar a opinião dos outros. A criança não nasce tolerante. Sua conduta natural é que tudo seja para si, e que todos estejam de acordo com ela, por isso o aprendizado deve ser o mais cedo possível.

A Paz ensina as crianças a viverem como irmãos

A Paz ensina as crianças a viverem como irmãos

A Paz é a nobre arte de viver como irmãos, uma qualidade que não nasce com a criança, mas que os pais devem ensiná-la desde pequenas. No Dia Internacional da Paz, todos nós deveríamos refletir sobre nós mesmos se estamos fazendo todo o possível para ensinar aos nossos filhos esta nobre arte tanto em casa como nas escolas.

10 conselhos para que as crianças respeitem aos seus pais

10 conselhos para que as crianças respeitem aos seus pais

Aprender o valor do respeito com si mesmo e com os demais é um dos aprendizados de interação social mais importante que qualquer menino ou menina deve aprender desde a sua mais tenra idade. O respeito é a base para uma correta convivência e não há dúvidas que é na família onde se constroem a sua base.

Ubuntu, lenda africana sobre a cooperação

Ubuntu, lenda africana sobre a cooperação

Essa preciosa lenda nos leva a revermos a forma como enxergamos as coisas. A lenda fala de cooperação e de que como colaborando se consegue a igualdade, a harmonia e com a harmonia a felicidade. Ubuntu é uma filosofia de vida que se baseia nos princípios da lealdade, humildade, empatia e o respeito. Sem dúvida essa lenda nos transmite uma fantástica lição para crianças e adultos.

0 comentarios