Pais e professores para melhorar o rendimento escolar da criança

Como os pais e os professores podem melhorar o rendimento da criança na escola

O âmbito em que as crianças com transtornos de aprendizagem podem ter mais dificuldades é o escolar, já que é quando se percebem mais as suas complicações ao ler, escrever ou calcular. Muias vezes o feito de ver que não avançam como os seus companheiros podem ocasionar nestas crianças ainda mais frustração e nervosismo, aumentando assim sua insegurança. 

Quando isso acontece, é fácil os pais perceberem que a criança se frustra com mais facilidade, se irrita e fica triste e nervosa diante das tarefas como ler, escrever ou realizar algum problema matemático, e muitas vezes não quer ir a aulas de reforço. Diante dessa situação, muitos pais sentem a necessidade de ajudar aos seus filhos de alguma forma, mas a grande maioria não sabe por onde começar. 

Como ajudar a criança com Transtorno de aprendizagem nas tarefas da escola

pais-e-professores-para-melhorar-o-rendimento A

É importante relembrar que os pais devem apoiar os seus filhos nas tarefas da escola com o objetivo de animá-los a superar suas dificuldades, e não resolver os assuntos para eles, e sempre seguindo as orientações do professor. Por isso, é decisivo que ambas as partes trabalhem de forma conjunta pelo bem estar da criança, compartilhando em todo o momento sua evolução tanto em casa como na escola. Levando isso em conta, as dicas que estamos apresentando estão focadas em ajudar as crianças a se organizarem, como é o caso dessa atividade: 

- Uma das atividades é buscar motivar a criança com tarefas diárias concretas, além de ser uma boa forma de estabelecer uma rotina para ela. Para realizar esta atividade, os pais devem marcar 4 tarefas que possam ser complicadas para o seu filho, por exemplo, meia hora de leitura em voz alta ou a realização de 3 atividades matemáticas, e oferecer um prêmio para eles cada vez que cumprirem uma tarefa. Deve-se levar em conta que as tarefas que pedirem à criança devem ser acessíveis para ela e sempre em seu benefício. Com isso, se assegura que a criança possa realizar o que se pede, evitando que se frustre. Ela mesma vai perceber como melhora e ganhar confiança no que faz dia após dia. Para isso, é muito importante que as recompensas sejam coisas do agrado da criança e que não possa ter sempre, por exemplo, brincar com o tablet durante 30 minutos.

Outras atividades para ajudar as crianças com Transtorno de Aprendizagem

Além dessa dica, se você quiser reforçar especificamente as capacidades afetadas por algum transtorno de aprendizagem, a gente propõe mais essas atividades:

- Para as crianças com dislexia ou dificuldades na leitura: uma boa forma de ajudá-las é ler com elas uma meia hora por dia. Primeiro a criança deve ler em voz alta, logo ler em silencia, e por último, voltar a ler em voz alta. Os pais devem estar com ela em todo o momento para tranquilizá-la e ajudá-la se errar alguma palavra, e uma vez que a leitura finalize é importante perguntar à criança para assegurar que ela compreendeu a história, por exemplo: ‘ Como se chama o protagonista?’ ‘Onde ele foi?’, ‘o que aconteceu na história’ ou ‘Quantas pessoas participaram da história?’.  

- Para os pais que têm crianças com dificuldades na hora de escrever: como aquelas crianças que têm problemas de disgrafia, uma boa opção é escrever um conto ou uma história, ou inclusive uma carta para algum amigo ou familiar, com as crianças. A idéia é redigir com a criança um pequeno parágrafo por dia, o que vai ajudar a criança a melhorar e ainda vai passar bons momentos com os pais.

- Quando se trata de problemas de cálculo: é recomendável levar a criança às compras, por exemplo, e fazer a conta do que está comprando. É uma boa idéia propor como um jogo em que se compete com os pais para motivar ainda mais a criança, e dar a ela alguma recompensa quando ganhar. 

Elsa Martín
Psicóloga do Centro de Neurometria Innea

  • Problemas de aprendizagem das crianças
    Problemas de aprendizagem das crianças

    Os problemas de aprendizagem atingem a 1 de cada 10 crianças em idade escolar. São problemas que podem ser detectados em crianças a partir dos 5 anos de idade e constituem uma grande preocupação para muitos pais.

    • Dislexia infantil
      Dislexia infantil

      Dificuldades que apresentam a criança disléxica na escrita e na leitura. Entendemos como dislexia, as dificuldades para a aprendizagem da leitura e da escrita, mesmo quando a criança estiver sujeita a um ensino convencional, tenha um nível intelectual adequado e suas oportunidades sócio-culturais sejam as corretas.

0 comentários