Como interpretar o desenho que uma criança faz da sua família

Interpretar como uma criança desenha sua família

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Os desenhos que as crianças fazem falam muito da sua personalidade, o seu estado de ânimo ou como vêem o mundo. Os traços, as cores ou a posição dos objetos também nos dão pistas sobre como se sentem. 

A gente propõe a você o seguinte: peça ao seu filho que desenhe a sua família e a gente te ajudará a interpretar o desenho. A gente te diz como se sente dentro do núcleo familiar, com quem tem mais apego ou inclusive se sente ciúmes de algum irmão.  

Aprenda a interpretar o desenho que o seu filho faz da família

como-interpretar-o-desenho A 

O desenho que uma criança faz da sua família expressa muito sobre que papel ela tem e que relação tem com o resto dos membros. É importante antes de analisar o desenho não levar em conta se o desenho é bem feito ou não, já que segundo sua etapa evolutiva ela terá mais ou menos habilidade, e inclusive também prima a capacidade inata de cada um para o desenho. A gente deve prestar atenção aos seguintes traços: 

- Processo do desenho: a ordem em que desenha os membros da família indica o nível de afeto ou importância para ela. Se algum personagem lhe custa muito ou apaga para voltar a fazê-lo, pode ser que sinta algum conflito com essa pessoa. Se lhe custa muito começar a desenhar, pode ser que sinta algum bloqueio nesse momento ou algum desgosto.  

- Tamanho: Considera-se que a criança vive uma situação normal em família quando o tamanho da pintura for normal, não desproporcional, quando não apaga e volta a pintar constantemente, quando a pressão é a justa ou quando o traço for contínuo. Se isso não se cumpre é possível que a criança não fique à vontade por alguma causa. Também é normal que desenhe maior a pessoa que considere mais importante.  

- Situação: é importante se fixar na posição que ocupam no plano cada um dos membros. O normal é que a criança se desenhe entre os pais. Se não for assim e está afastada é possível que sinta que não receba atenção suficiente. É possível que sinta ciúmes do irmão se o pinta afastado do resto dos membros. 

- Detalhes: se faltam as mãos em algum dos personagens ou em todos, quando a criança já é capaz de desenhar bem indica falta de afetividade. É importante ver se os personagens estão sorrindo, tristes ou chateados, porque também nos revela informação sobre o estado de ânimo da criança e como vê a sua família. 

- Omissões: às vezes, de forma deliberada, não incluem no desenho algum membro. Geralmente pode ser um irmão e ser determinado por ciúmes, mas poderia omitir alguma figura paterna devido a algum conflito.

Alba Caraballo

Editora de GuiaInfantil.com