Como responder às frases dos adolescentes

Conselhos para compreender aos nossos filhos na fase da adolescência

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Todos nós recordamos de termos escutado frases dos mais velhos (as avós, as mães, as vizinhas...) que ficaram gravadas na nossa mente. Quem não se lembra de ter ouvido ‘quem você pensa que eu sou, o Banco do Brasil’ quando pedia dinheiro? 

Muitas vezes a gente não se dá conta da importância que tem o que escutamos ao redor. Os costumes são como arquivos com informações gravadas no nosso cérebro e a gente as tem ali para sempre de forma que nosso computador central as utiliza quando são necessárias.

Frases de adolescentes e frases de pais de adolescentes

como-responder-frases-adolescentes A

A mesma coisa acontece com aquelas frases que escutamos dos nossos pais; quando a gente passa por esse momento da nossa vida a gente dá a interpretação que merece. Muitas delas fazem parte da sabedoria popular, dessa parte da educação que vamos adquirindo de forma subliminar e que logo nos são tão válidas.

Muitos de nós crescemos ouvindo frases como ‘enquanto viver nessa casa você fará o que eu te disser’; e dizendo outras frases como ‘meus pais não me escutam’ ou ‘sempre você é contra o que eu digo’. Existem frases que dizíamos quando éramos adolescentes que vamos escutar agora como pais. Isso é uma grande vantagem, já que implica que conhecemos algo porque já vivenciamos, o que nos permitirá utilizar corretamente nossas armas e empatizar com essa etapa tão complicada que é a adolescência

O que os adolescentes sentem

É importante que lembremos como a gente se sentia quando dizíamos essas frases na nossa etapa de adolescentes. Fechemos os olhos por uns segundos e vamos repetir uma dessas frases e tratemos de sentir o que sentíamos nesse momento... O que aconteceu comigo? Verdade que a gente volta a sentir essa emoção de incompreensão que sentíamos então? 

Nossos pais não nos escutavam. Sempre tinham razão em tudo, não entendiam o que era importante pra gente. Quando somos adultos muitos de nós nos damos conta de que nossos pais fizeram o melhor que sabiam, dando o melhor que lhes ensinaram. Quando somos adolescentes sentimos que nossos pais sempre estão contra o que dizemos, mas ao chegar à idade adulta podemos empatizar com o que eles sentiam, com o medo que podiam sentir ao enfrentar o desconhecido, a esse mundo que um adolescente projetava querendo ser ele mesmo. 

Porque esse é um dos principais objetivos dos adolescentes: serem únicos e se converterem nessa pessoa que comete erros e aprende deles; que quer descobrir por ele mesmo coisas novas, diferentes na forma de fazê-lo. 

Conselhos para melhorar a comunicação com os filhos adolescentes 

Objetivo para os pais: escutar, não discutir, compreender e aconselhar aos nossos filhos adolescentes. 

1. Primeiro a gente deve tomar consciência de que escutar é: ouvir + interpretar. O que temos que aprender é escutar de forma empática, que nos ajude a conectar com a emoção, estando atentos ao que diz e sente o nosso filho. Temos que ser pacientes e parafrasear o que nos diz para confirmar o que temos entendido. Não podemos nos esquecer que para nós, uma das tarefas mais complicadas é apagar nossos pré-julgamentos internos; é o trabalho mais difícil que a gente tem que realizar. 

2. Além disso, devemos emitir opiniões; Temos que estar conscientes de que emitimos opiniões constantemente, por isso temos que estarmos conscientes disso. 

3. Tão pouco, devemos discutir. Os pais não devem interromper ao filho enquanto ele estiver falando, assumindo que já sabem o que ele vai nos dizer, e nos colocarmos ‘à sua altura’ e não colocando nosso poder sobre ele. 

4. É importante confirmar que o que temos entendido tem a ver com o que eles sentem, e, por último, perguntar sempre se querem nosso conselho e ajuda através da nossa experiência. 

Nano López

Coach executivo na Escola Européia de Coaching e fundador da INside You, empresa especializada em coaching para pré-adolescentes, adolescentes e pais