Socorro! O meu filho é um pré-adolescente

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

São muitos os pais que se queixam de que a pré-adolescência das crianças está mais adiantada. Agora, entre os 8 e 11 anos se considera que uma criança tenha deixado para trás a infância e está entrando em um caminho que leva diretamente à adolescência. É uma etapa em que não são crianças, mas tão pouco já estão na puberdade. 

A pré-adolescência se caracteriza por uma série de mudanças psicológicas e emocionais nas crianças, antes mesmo de que comecem as alterações físicas próprias da adolescência. São os pais que reparam mais essas mudanças, já que afeta a maneira como se comportam e agem. 

Pré-adolescentes: nem crianças, nem adolescentes

socorro-meu-filho-pré-adolescente A 

Meu caso é ao contrário, o meu filho mais velho apesar de não ter cumprido os oito anos já parece uma criança de 10. Sua envergadura e fisionomia é a de um pré-adolescente, no entanto, sua forma de se comportar, pensar e compreender é de uma criança. Ainda que, em algumas ocasiões, já comece a ter certos comportamentos que revelam que em breve eu terei em casa um pré-adolescente.

Pode-se dizer que a pré-adolescência e adolescência das meninas é muito mais complicada do que a dos meninos. Não acredito que tenha base científica alguma, mas no meu caso se cumpre 100% e ainda eu me lembro como eu era insuportável entre os 13 e 17 anos. Não sei como minha pobre mãe continua falando comigo

Como saber se o nosso filho já é um pré-adolescente 

Existe uma série de atitudes e comportamentos que nos fazem suspeitar que nosso pequeno já se converteu em um pré-adolescente: 

- Amigos: cobram especial importância. Criam uma relação mais estreita com outros meninos e meninas e priorizam estar com seus amigos ao invés de outras atividades que antes lhes atraiam.

- Rebeldia: Tendem a querer mais independência e tentam impor suas normas. Discutem e enfrentam aos pais e já não acatam o que os seus progenitores lhes pedem como antes o faziam. 

- Autonomia: Querem fazer as coisas sozinhos como pegar o ônibus, sair para o shopping ou ir à escola. 

O que os pais de pré-adolescentes podem fazer 

Além de conversar muito com eles, os pais devem tentar entendê-los ou ir abrindo espaço para que tenham mais autonomia à medida que crescem. Só nos resta colocar em prática uma arma poderosíssima: a paciência

Alba Caraballo

Editora de GuiaInfantil.com