Os gestos que os filhos herdam dos pais

Que tipo de gestos são hereditários de pais para filhos

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Quando um filho nasce, muitas das perguntas que fazem é para saber com quem a criança é mais parecida na família. Além disso, os próprios pais sempre tratam de se ver refletidos tanto físicos como psiquicamente nas crianças. 

Ser parecido é pura biologia, mas para muitos pais é algo importante a nível emocional, sobretudo naquela herança que tem a ver com o comportamento. 

A herança genética de pais a filhos

os-gestos-que-os-filhos-herdam A 

Ainda que as características se herdem pelo DNA, as crianças podem conseguir ter na sua personalidade traços psíquicos dos seus pais. A personalidade pode ser passada de pais para filhos, já que numa porcentagem muito alta, isso vem condicionado pela origem genética.

No entanto, é obvio que cada pessoa desenvolve sua própria personalidade através da estimulação e das próprias experiências vitais, assim como a educação que recebe. Mas, sempre fica essa porcentagem que nos vem dada biologicamente pelos nossos pais. Por isso, podemos ter gestos tão parecidos aos seus. 

Os gestos que as crianças herdam dos seus pais

- Tics: Que uma criança herde a mania da sua mãe de pegar no cabelo, ou o gesto habitual do seu pai de mover as mãos constantemente quando fala pode ser dada pela própria carga genética

- Habilidades corporais: Arquear uma só sobrancelha ou ser capaz de separar os dedos dos pés; mover as orelhas ou tirar a língua de forma circular são apenas alguns exemplos. As habilidades corporais, a flexibilidade e inclusive a forma de caminhar são herdadas

- Expressões faciais: As expressões faciais são inatas. A forma de olhar, o gesto de preocupação ou o sorriso. Tudo isso é hereditário

Uma criança pode ter certos comportamentos, uma personalidade similar e inclusive coincidir em gostos com seus pais, mas também é certo que os gestos podem ser aprendidos e vistos ao longo da vida. A estreita relação e convivência com os pais também faz com que se adquiram aspectos similares com seus progenitores. Por exemplo, a forma de falar e de modular a voz ou expressões típicas dos seus pais que seguramente passem em alguns anos aos seus filhos. 

Marta Marciel

Redatora de GuiaInfantil.com