Os filhos herdam a profissão dos seus pais?

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Desde Mahatma Gandhi até Pablo Picasso. Ou a família de atores ‘Douglas’... Todos herdaram no seu dia o trabalho ou a paixão dos seus pais

Será que tem a ver como educamos nossos filhos? Será que tem a ver com que os filhos vêem em casa? O à vocação é algo que se herde? 

Filhos que escolhem a mesma profissão dos seus pais

os-filhos-herdam-a-profissão-dos-seus-pais A

Eu me criei entre cheiros de pinturas acrílicas, óleos e aguarrás. Eu admirava o pulso com que meu pai dava vida a uma tela com cada pincelada. E, no entanto, nunca fui capaz de desenhar bem. Decidi seguir em outra direção. Mas, no final das contas a maioria o faz. Ou não? 

Talvez tudo tenha a ver com a educação que recebem em casa. E existem dois tipos de pais: 

1. Os que dão ao seu filho liberdade para desenvolver suas aptidões e os deixam escolher o caminho, ainda que o caminho que escolham com frequência não seja o melhor, ou o que mais oportunidades profissionais têm. Embora não seja o caminho que eles escolheram nem o que escolheriam para os filhos. 

2. Os pais que tentam ‘adestrar’ desde pequenos aos seus filhos para que eles possam seguir seus passos... Médicos que querem que seus filhos sejam médicos. Atores que fazem todo o possível para que seus filhos herdem suas virtudes... 

Segundo um estudo da Universidade de Stanford (EUA), somente 10% dos filhos termina sendo a mesma coisa que seus pais. A razão? Desde pequenos, e sem se dar conta, ensinam aos seus filhos a pensar como eles, mas logo dão liberdade para que cada criança desenvolva seus dons e talentos

No entanto, se têm detectado algumas profissões com maior índice de ‘herança’ entre pais e filhos, ofícios mais familiares. As probabilidades de que o seu filho trabalhe no mesmo que você aumenta se você for: advogado ou jurista, médico, professor ou engenheiro. 

Existe mais liberdade para que os filhos escolham sua carreira profissional 

A tendência de trabalhar no mesmo que os pais diminui com o passar dos anos. Cada vez mais acontecem menos casos de filhos que querem ser a mesma coisa que os pais

Segundo os que elaboraram este estudo, deve-se ao aparecimento de novas profissões e ao aumento da oferta de trabalho. Agora existem muitos mais profissões que antes nem existiam. O que diriam nossos bisavôs do trabalho do Community Manager? E do desenvolvedor de aplicativos para celular? 

Por outro lado, o ‘imitar’ aos pais no mais puro sentido profissional beneficiou às mulheres, que conseguiram romper muitos estereótipos e trabalhar, como seus pais, em profissões que antes estavam quase ‘vetadas’ para elas, como a engenharia ou a medicina. 

No final das contas são eles que acabam escolhendo. Sem dúvida, se você motivar os seus filhos o que para você representa uma paixão, a possibilidade que sigam os seus passos sempre será maior. Mas, nunca será determinante. E você, quer que o seu filho quando for maior siga os seus passos? 

Estefanía Esteban

Redatora de GuiaInfantil.com