Festa de São João. História e origem

Como explicar às crianças o significado da noite de São João

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Todo ano, no dia 24 de junho se celebra a Noite de São João, uma festa pagã que leva um nome religioso porque se acredita que o apóstolo de Jesus nasceu por volta dessa data, que, além disso, se produz o solstício de verão no hemisfério norte e inverno no hemisfério sul. 

Nesta data, quando o sol está no seu ponto mais alto, é o dia mais longo do ano nos países do hemisfério norte, e a partir de então, vai perdendo força e os dias se tornam mais curtos. É por isso que esta celebração é ligada a rituais como acender fogueiras e fogos para dar mais força ao sol. 

Explicar às crianças a origem da festa de São João

festa-de-são-joão-história-e-origem A

O fogo é o grande protagonista da Noite de São João, e tem duas simbologias: purificar os pecados das pessoas e render culto ao sol. Em muitos países do mundo se festeja esse dia acendendo fogueiras na praia. Algumas pessoas, inclusive, pulam por cima delas porque a tradição conta que os desejos que pedirmos durante este ritual poderão se cumprir.

Não é somente o fogo que é muito importante no São João, porque purifica e queima todo o mal, mas a água também é muito importante. Algumas pessoas entram no mar e pulam as ondas porque acreditam que isso lhes assegura saúde para todo o ano.

A festa de São João é celebrada em muitos países ao redor do mundo desde a Europa a América do Sul. Espanha, Paraguai, Bolívia, Chile, Peru, Venezuela ou Brasil, a festa recebe o nome de Festa Junina e esta data se destaca no calendário anual desses países. 

Na Argentina, da mesma forma que na Espanha, celebram o solstício de inverno a noite de 21 de junho. Os argentinos organizam fogaréus em bairros ou praças, ao redor dos quais se reúnem muitos jovens. Na Bolívia, as fogueiras foram substituídas por churrasqueiras diante do perigo de incêndio e intoxicação da população. Em Camaguey, Cuba, se celebra um vistoso carnaval. Inclusive, em Porto Rico, onde é a ‘festa da capital’ e as pessoas têm a tradição de se jogar de costas na praia ou banhar-se com flores. 

No Brasil, principalmente no Nordeste brasileiro, as festas são grandiosas, como em Campina Grande (Paraíba), que é considerado o Maior São João do Mundo com a maior quadrilha junina de todo o mundo. Outros destinos muito procurados são: Caruaru (Pernambuco), São Luiz (Maranhão), Mossoró (Rio Grande do Norte) e Salvador (Bahia). Algumas cidades comemoram o Santo Antonio e o São Pedro. É festa o mês inteiro. 

Como nas Festas Juninas são vendidos muitos fogos de artifício, acontecem muitas queimaduras com crianças e adultos. É necessária uma vigilância grande por parte dos pais para evitar esses acidentes.